Hermila no céu (ou inferno?) de Suely

Sete da noite no Cinemax, da TV paga. É tempo de ver de novo a magnífica Hermila Guedes no papel que lhe deu o recente Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, como melhor atriz, por O Céu de Suely. O longa de Karin Ainouz conta a história desta mulher que volta com o filho bebê à cidade em que nasceu. Abandonada pelo pai da criança, ela chega ao limite de rifar o próprio corpo para tentar conseguir dinheiro para mudar de vida. Ainouz fez um filme que parece simples, mas é muito rico e complexo na sua densidade e riqueza de observação. João Miguel faz o antigo namorado que Hermila/Suely reencontra (e ele continua apaixonado por ela). Miguel é o extraordinário ator de Estômago, em exibição nos cinemas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.