''Há horizontes em todas as direções da bússola''

O compositor, cantor e violonista Moacyr Luz completa 50 anos em 5 de abril. Para comemorar, ele está lançando o CD Batucando, primeiro só de obras inéditas desde Samba da Cidade (2003). Ele apresenta o novo repertório, em que mescla sambas rebuscados com outros de apelo mais popular, no Teatro Rival (21 2524-1666), no Rio, na próxima sexta e sábado. Batucando (Biscoito Fino) tem participações de Alcione, Beth Carvalho, Ivan Lins, Martinho da Vila, Mart?nália, Luiz Melodia, Zeca Pagodinho, Wilson das Neves e Tantinho da Mangueira.Marcada pelos sambas dolentes e dissonantes, a trajetória musical de Moacyr inclui parcerias com Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc, Hermínio Bello de Carvalho, Luiz Carlos da Vila e Paulo Tapajós, entre outros. Maria Bethânia, Emílio Santiago, Nana Caymmi, Gilberto Gil, Beth Carvalho, Leila Pinheiro e Elba Ramalho, entre outros intérpretes, gravaram obras suas. Em letras, ele costuma homenagear ilustres que se confundem com o espírito carioca, como Pixinguinha e Geraldo Pereira. A vida de boêmio aparece em livros como Manual de Sobrevivência nos Butiquins Mais Vagabundos e Botequim de Bêbado Tem Dono.Qual disco ou música mudou sua maneira de ver o mundo?Em épocas diferentes, foi o Urubu, de Tom Jobim, e, definitivamente, A Voz Do Morro, organizado pelo Zé Kéti, praticamente estreando o Paulinho da Viola.Que artista mais o influenciou?Nos últimos 20 anos, Cartola, sempre surpreendendo. E sempre admirei muito Dori e o seu pai, o Dorival Caymmi.Que obra (CD, composição) foi ficando cada vez melhor à medida que você escutava ao longo do tempo?O disco do Cartola gravado pela Marcus Pereira em 1974. Quando ele chama o violonista Dino Sete Cordas, mexe tudo dentro.Que música de outro por ser tão boa ou calar fundo você gostaria de ter composto? Por quê?Tem uma canção do Eduardo Gudin que me cala fundo. Acho que está num disco que conta com a participação especial da Fátima Guedes - Luzes da Mesma Luz. Ela se chama Obrigado. Também adoro Todo Sentimento, do Chico Buarque e Cristóvão Bastos.Qual músico ainda não teve o reconhecimento devido? Um grande músico esquecido se chama Hélio Delmiro.Qual canção tem uma letra que seria impossível mexer, melhorar?A Flor e o Espinho, do Guilherme de Brito e Nelson Cavaquinho, é impossível ser melhor!Qual canção tem uma melodia que seria impossível mexer, melhorar?Um samba antigo, Mente ao Meu Coração, do Francisco Malfitano, que teve uma gravação primorosa do Paulinho da Viola. Emociona.Qual disco fez você passar a noite em claro analisando o que ouvia?Essas coisas aconteciam na juventude, mas há uns 15 anos eu ganhei um disco da obra do maestro e compositor Ennio Morricone que me fez beber uma garrafa de vodca pura, gelada. O cara é um craque.Qual músico você nunca deixa de ouvir?Paulinho da Viola. Ele tem o dom de descobrir tudo que uma música pode render.Você é mais Nelson Cavaquinho ou Cartola? Essa pergunta me lembrou as disputas inventadas entre Chico Buarque e Caetano Veloso. Acho que o Cartola é do dia e Nelson, da noite. Ou vice-versa.De qual compositor(a), grupo ou cantor(a) você tem todos os discos?Já tive a obra completa do Ary Barroso. Do Cartola, também.Qual a melhor regravação de um clássico da MPB? Já que falei em Ary Barroso, a música Na Batucada da Vida tem duas regravações que me arrebatam: a da Elis Regina e uma bem boêmia do Tom Jobim.Aponte um disco que considera um clássico instantâneo.Cartola (1974) e Construção (1971), de Chico Buarque.E outro, lançado nos últimos dez anos, que está entre os melhores de todos os tempos.Modestamente produzi um disco do meu parceiro Aldir Blanc, Vida Noturna (2005), que um dia ainda vão falar sobre ele. O Aldir canta com uma propriedade única e músicas de raras madrugadas, as confidentes.Qual foi o show que mais marcou sua vida?Um show marcante foi a da Velha Guarda da Portela no Canecão com o Paulinho da Viola. Mostrava com muita intensidade a importância do samba na história da música brasileira.Quais os maiores violonistas de todos os tempos?O Brasil é o país dos violonistas! Pode ser Raphael Rabello, Baden Powell, Hélio Delmiro, os recentes Yamandu Costa e Zé Paulo Becker, ou o múltiplo Guinga. A lista é grande.Qual a maior cantora e o maior cantor da MPB?Eu acho que todo cantora e cantor são maiores na sua hora de ouvi-los. Elizeth Cardoso, João Gilberto, Leny Andrade, Lenine, Amélia Rabelo e Zé Renato, e, graças a Deus, muitos ainda.Quais músicos hoje fazem um trabalho que sinaliza novos horizontes?Eu acho que estamos vivendo um momento interessante: há horizontes em todas as direções da bússola. E, em todas as idades, existem inovadores. Gosto dessa juventude do samba, influenciada a partir da Lapa. Mexer nessa estrutura é difícil, mas eles estão tentando.Qual artista, na sua opinião, começou mal a carreira discográfica e depois deslanchou?Olha, disco é uma responsabilidade, você se inibe. Clara Nunes mudou muito pra melhor a cada disco, meu inesquecível amigo Luiz Carlos da Vila também.Qual cantor(a) é melhor do que os discos que grava? Acho que a maioria dos artistas populares, aqueles que se apresentam o tempo todo por aí, quando entra no estúdio, puxa o freio da crítica pessoal. Gosto demais do Luiz Melodia em disco, mas vê-lo no palco, arrebenta. Minha amiga Mart?nália idem.Qual o erro mais constante - e que jamais cometeu ou cometeria - em discos de artistas que você gosta?Nossa obra está em constante movimento. Quando você acaba de gravar, lança pra vida um disco novo e já vê defeito, já quer fazer outro.Que músico você admira por combinar atitude e qualidade artística?Por coincidência, gosto de dois craques que acabaram de gravar juntos: Zeca Pagodinho e João Donato (no CD Uma Prova de Amor, do Zeca). Os dois têm isso: atitude e qualidade.Quais as qualidades que você preza na boa música?A música que tem a cara do autor. Você ouve um samba do Martinho da Vila e diz: "É dele!"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.