Grandes nomes no jogo da espionagem

Pode até ser que Sebastian, às 12h10, no Telecine Cult, não seja um grande filme - e não é mesmo -, mas não é só o elenco que torna atraente a história do especialista em códigos que se envolve com agente e se descobre no centro de uma intriga internacional. Em 1968, quando o diretor David Greene fez seu filme, o agente secreto estava na moda, graças ao sucesso de 007 e dos romances de John Le Carré, que produziram inúmeras imitações. Greene não quis fazer uma simples aventura. Ele fornece algumas chaves interessantes, mas o que faz do cartaz da TV paga um programa a ser conferido é o elenco, com Dirk Bogarde, Susannah York, Lili Palmer, John Gielgud, Nigel Davenport - uma espécie de nobreza do teatro e do cinema ingleses, no fim dos anos 60.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.