Grandes e tolas invenções da humanidade

A RODA Claro que deveríamos começar por ela. Precisou ser inventada? Então não é a prova maior da inteligência do homem, mas da sua limitação. O inventor certamente ficou satisfeito com o feito. No entanto, encostou o objeto na entrada da caverna, já que não sabia o que fazer com ele. Um dia, seu filho enfiou um graveto dentro da roda e saiu pela estepe assoviando e girando-a morro abaixo. Sim, já tinham inventado o assovio. Assim como tinham inventado o banho de mulheres no riacho, morro abaixo. Por isso, a roda foi novamente encostada. Até a invenção da biga e, depois, do cassino. A BALIZA Outra estupidez inventada pelo Homo sapiens, difícil manobra para encaixar uma biga numa referência marcada, que costuma dar trabalho e danificar o próprio meio de transporte e o alheio. Não poderiam inventar uma vaga que desse para entrar de frente e sair de frente? O FOGO Rebate a minha teoria anterior e prova, sim, a grande capacidade do Homo sapiens, pois inventaram o fogo antes de inventarem o fósforo e o isqueiro, o que revela a dificuldade da empreitada e quanto ele era mais talentoso e friorento do que o Homo neandertalense. DEUS Sim, foi o homem quem O inventou, ou fomos inventados por Ele? A pergunta acompanha os filósofos desde antes da invenção da toga e do moussaka de berinjela. A única certeza que temos: é para quem a maioria dos jogadores de futebol aponta - e presta homenagens - quando marca um gol. O SEXO Deixando de lado dogmas religiosos e preceitos morais, como foi inventado o sexo? Um casal estava de bobeira no riacho, jogando conversa fora... Por que um resolveu ficar em cima do outro, debaixo de um sol escaldante? Eles queriam inventar a humanidade? Sabiam do resultado daquela diversão inédita e mais interessante do que caminhar com um graveto dentro da roda? A primeira gravidez foi prevista ou acidental? Aliás, arrependeram-se? E quanto tempo depois inventaram o orgasmo? E a DR (discussão de relação)? IVETE Também conhecida como pedra filosofal, que transforma metais inferiores em ouro. Não foi invenção de antigos alquimistas, mas de baianos. Ela pula, dança e canta em cima de um caminhão cercado por caixas acústicas. É bonita, atraente e alegra a todos. E vende cerveja, xampu, bancos, o que o cliente sugerir. O MATRIMÔNIO Como os inventores do sexo gostaram da sua invenção, inventaram o matrimônio - também conhecido como juntar os trapos -, para praticá-lo com mais freqüência e privacidade. PORTA-COPOS É a criação mais tola da humanidade, inventada pelo casal que inventou o sexo, depois da invenção da roda, do assovio e do banho. É um pedaço de papelão cortado em forma de roda que virou objeto. A tão desprezada invenção tem uma única contribuição para a humanidade: facilitar para garçons a contagem de chopes. PÔQUER COM AMIGOS Inventado pela classe masculina de Homo sapiens, para se livrar das tensões periódicas da classe feminina de Homo sapiens. É um elemento de equilíbrio do matrimônio, aquele inventado após a invenção do sexo e do assovio. O sujeito se afasta por um período, acalma-se, e a companheira pode esbravejar à vontade, reclamar com todos das grosserias do marido e, eventualmente, sair na balada com a melhor amiga, seu namorado oito anos mais novo e os amigos solteiros do namorado da amiga. Às vezes, o elemento masculino, que afirma que na quarta tem um pôquer com os amigos, nem sabe jogar pôquer, nem tem amigos. É uma ótima desculpa para ele sair de casa, passear de biga sozinho, ouvindo o rádio no volume que desejar. Ou assoviar. KASSAB Forças do complexo jogo político o levam a administrar, de um dia para o outro, todas as cavernas, montanhas e riachos paulistanos, e iniciar uma operação limpeza das pinturas rupestres que excediam uma porcentagem das dimensões da fachada e, por fim, proibir as arruaças no riacho depois da meia-noite, que após a invenção do sexo passaram a atravessar as madrugadas. IMPRESSORA O elemento da informática mais complexo, temperamental, sensível, estranho, de atitudes impulsivas e descontroladas. Às vezes, imprime documentos há muito apagados. Às vezes, fica horas sem se mover. E quando não gosta de um documento, o engole. É o único aparelho eletro eletrônico que vem com TPM. A ROLHA Invenção mais esperta da humanidade. Pois o seu inventor patenteou, uma semana depois, o saca-rolhas, e faturou em dobro. CIGARRO Inventado após a invenção da roda, do assovio e do sexo. Para encobrir a falta de assunto que surgiu depois da primeira DR. SERRA Como toda invenção tem a sua contra-invenção, surgiu não para combater a roda ou o sexo, mas o cigarro, e inventar Kassab. FLOR Na verdade, não é uma invenção, mas um presente da natureza, que o homem não sabia se comia ou cheirava, até ser flagrado enquanto observava as mulheres tomarem banho no riacho. Ele apontou para as flores, como se estivesse ali para observá-las, e notou que as mulheres sorriram e o desculparam. Passou então a presenteá-las, toda vez que fazia alguma coisa errada, especialmente depois da invenção do sexo, do matrimônio a da DR. BOLA Invenção dos chineses. Que estavam tão interessados na invenção do sexo e da procriação, que a deixaram de lado. Só milênios depois, os ingleses, povo conhecido pela frieza e não afeição a contatos íntimos, resolveram dar umas bicas nela, para aliviar as tensões, e foi inventado o futebol. O IMPEDIMENTO É um clichê afirmar que foi inventado para confundir as mulheres. Depois do advento do tira-teima, descobriu-se que o impedimento foi inventado para se inventar o bandeirinha e alimentar o debate em torno do ofício da sua mãe, entre os torcedores do alambrado, e polêmicas em mesas-redondas. KLÉBER MACHADO Inventado para conciliar barracos armados entre treinadores, comentaristas, dirigentes e jogadores de futebol em mesas-redondas, invenção que, por sinal, na maioria das vezes, é retangular e não serve para enfiar um graveto e sair pela estepe assoviando e girando-a morro abaixo. Com sua incrível habilidade, poderia ser convocado para administrar o conflito no Timor Leste, a independência do Kosovo e o lacre da boate Romanza.

Marcelo Rubens Paiva, O Estadao de S.Paulo

23 Fevereiro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.