Sophia Kembowski/AF
Sophia Kembowski/AF

Grafiteiros ativistas em Berlim transformam símbolos nazistas em arte

"Era importante estimular os jovens a agir e encorajá-los a assumir a responsabilidade para que eles não passassem ignorantemente por esses símbolos de ódio", diz o artista Ibo Omari

Reuters

21 Agosto 2017 | 10h13

Horrorizados com os sinais da suástica rabiscados nas paredes, em parques infantis e e construções, um grupo de grafiteiros em Berlim está transformando os símbolos nazistas em arte colorida como flores, carros e animais.

A suástica, que foi adotada pelo partido nazista de Adolf Hitler, está banida da Alemanha, onde o sentimento de direita tem crescido após um fluxo de mais de um milhão de imigrantes nos últimos dois anos.

Ibo Omari, que dirige uma loja de grafite e o clube juvenil "The Cultura Heirs", encoraja jovens a procurar por suásticas em seus bairros e então pintar criativamente sobre elas - depois de obter permissão do proprietário do imóvel desfigurado.

"Era importante estimular os jovens a agir e encorajá-los a assumir a responsabilidade para que eles não passassem ignorantemente por esses símbolos de ódio", disse Omari à Reuters.

"Ofende toda a vizinhança se alguém em nosso meio pinta suásticas em parques infantis e eu tomo isso como pessoal", disse, adicionando que eles também deveriam mostrar que o grafiti não tem nada a ver com racismo.

Omari e o "The Cultural Heirs" decidiram que o melhor caminho para responder era "com humor e amor", então eles inventaram surgiram com desenhos como coelhos, pássaros e cubos de Rubik para cobrir as suásticas.

Mais conteúdo sobre:
Grafite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.