Globo se previne

Comércio online sem dispersar a platéia

Cristina Padiglione, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2024 | 00h00

A tal interatividade que se anuncia com a chegada da TV digital deverá ser o epílogo desse filme - será o último passo do processo a ser iniciado em 2 de dezembro. E merecerá cuidado dos radiodifusores para não incentivar a dispersão do público. Quem faz as contas é o diretor-geral da TV Globo, Octávio Florisbal:''''Quando essa interatividade chegar, ela tem de ser suficientemente inteligente para fazer com que os telespectadores não se afastem, porque se a televisão estimular os lares a fazerem a interatividade e esquecerem de ver o conteúdo... A nossa expectativa é que a interatividade do telespectador se dê ao nível do programa, participando de uma enquete do Fantástico ou do Faustão, por exemplo, e não que ele saia dali pra ir comprar a blusa de determinada personagem da novela. Você pararia de assistir a Paraíso Tropical na hora em que Bebel e Olavo estão lá para fazer uma compra, via digital? Provavelmente não. Você vai anotar e comprar depois'''', defende.Falando nisso: a Globo promove sessão especial para a estréia de Duas Caras no Shopping Jardim Sul, em Sampa, dia 1º, para mostrar o efeito da primeira novela produzida em alta definição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.