Globo fará cobertura

Sem transmissão, rede noticiará evento

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

14 de abril de 2009 | 00h00

A Globo promete não fazer cara de paisagem na Olimpíada de 2012, em Londres, pelo fato de os direitos exclusivos de transmissão do evento pertencerem à Record. É, mas sem aquela festa com dezenas de repórteres, comentaristas, boletins minuto a minuto. A ocasião deve ganhar tratamento "normal" na emissora, segundo seu diretor geral, Octávio Florisbal."Não vamos deslocar equipes inteiras para Londres, como fizemos em outras olimpíadas. Mas também não vamos ignorar o evento", fala Florisbal. "Ela será noticiada, mas sem muito destaque. Vamos manter a atenção que damos a essas modalidades esportivas em suas várias competições. Em olimpíadas, o número de medalhas do Brasil não chega a ser expressivo." E continua: "Também devemos usar os 3 minutos de imagens a que todas as TVs têm direito em cada prova."Florisbal reafirma que a Globo perdeu a disputa por Londres porque a proposta de compra da concorrência era praticamente o dobro. E acredita que a Record não conseguirá cobrir, com anunciantes, o que desembolsou pelo páreo. Mesmo assim, a Globo já está de olho na compra da Olimpíada de 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.