Divulgação
Divulgação

Fundação Nemirovsky e Secretaria da Cultura entram em impasse

Exposição de fotografias é motivo da 'disputa'; fundação alega censura

Camila Molina, O Estado de S. Paulo

05 Dezembro 2014 | 20h19

A Secretaria de Estado da Cultura proibiu, esta semana, que a Fundação Nemirovsky realizasse uma mostra de fotografias em espaço do segundo andar da Estação Pinacoteca, que abriga a entidade. A exposição seria apresentada na área dedicada à biblioteca da instituição. A resolução do órgão estadual tem tempo indeterminado. Os diretores da Fundação Nemirovsky alegam “censura” de suas atividades.

Em nota oficial, a Secretaria de Estado da Cultura afirma que a mostra “não foi discutida previamente com a Pinacoteca do Estado nem foi apreciada pelo Conselho de Orientação Artística do museu, a quem cabe avaliar a pertinência das exposições propostas à finalidade da instituição.” Outro ponto considerado foi o de a área da biblioteca ser um espaço “sem condições adequadas para suportar um fluxo de visitação pública”.

A Fundação Nemirovsky está sediada no segundo andar da Estação Pinacoteca, prédio que integra o museu Pinacoteca do Estado, devido ao comodato assinado em 2004 por Paulina Nemirovsky (morta em 2005) com o governo de São Paulo. Por meio dessa iniciativa, a rica coleção de arte criada por Paulina e seu marido, José Nemirovsky, com destaque para obras modernistas, ganhou espaço público para sua exibição e outras atividades. Segundo a Secretaria de Cultura, as obras do acervo exibidas no mesmo pavimento do museu "continuarão expostas normalmente".

Mais conteúdo sobre:
Visuais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.