Fracasso da existência e o prazer da sua continuação

Poemas CoronáriosCyro dos AnjosGlobo80 págs., R$ 23 Poemas Coronários propõe ao leitor assumir as limitações da existência na perspectiva da morte. Neste livro, o único de poesias escrito pelo ficcionista mineiro Cyro dos Anjos (1906-1994) durante uma recuperação hospitalar, mesclam-se a ironia e a melancolia presentes nos romances do autor de O Amanuense Belmiro (1937). Belmiro Borba, protagonista do seu livro de prosa mais conhecido, aparece como o heterônimo Belmiro Montesclarinos, o autor dos 12 poemas deste volume. Sofrendo de um mal cardíaco, Cyro dos Anjos expõe, com clareza, o fracasso da existência e a fragilidade da experiência humana. E fala poeticamente do prazer que é a continuação da vida, apesar do medo do fim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.