Flávia Bittencourt mostra afinidades com Melodia

Flávia Bittencourt e Luiz Melodia têm alguns pontos em comum. Um deles é o gosto pelo repertório da Jovem Guarda, mas não é esse aspecto de suas carreiras que vão mostrar juntos hoje. A cantora maranhense e o cantor e compositor carioca vão cantar juntos três canções do repertório dele (Fadas, Estácio Holly Estácio e Congênito) no projeto Afinidades, do Sesc Santana. Eles já se encontraram antes no Rio e no Maranhão.Flávia é um dos bons expoentes da imensa safra de cantoras surgidas nesta década. Dona de belo timbre vocal e repertório consistente, lançou um promissor álbum de estréia. Agora está em fase de gravação do segundo, todo dedicado ao cancioneiro de Dominguinhos, que participa do CD. ''São tantas músicas maravilhosas que fica difícil escolher'', diz a cantora. Além de clássicos como Lamento Sertanejo, Abri a Porta e Só Quero um Xodó, ela grava outras menos conhecidas.Apesar de ter dado ênfase aos compositores conterrâneos, como Josias Sobrinho e Zeca Baleiro, no primeiro CD, Flávia diz que como intérprete não se prende a nenhum estilo. ''Temos de cantar tudo que o queremos, tudo que emociona, sem classificar por gênero. Acho que essa é uma característica forte tanto do meu repertório e de Melodia também'', diz a cantora. Do lado jovem-guardista, influência do pai, ela escolheu À Distância, de Roberto Carlos, da fase romântica pós-Jovem Guarda. Melodia vai cantar outras duas canções, de seu álbum mais recente, Estação Melodia. Serviço Flávia Bittencourt e Luiz Melodia. Sesc Santana - Teatro (349 lugs.). Avenida Luiz Dumont Villares, 579, Jd. São Paulo, tel. 6971-8700. Hoje, às 21 h. R$ 20

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.