Família e política: misture e mande

Se você ainda não viu, prepare-se para o impacto. Um filme sobre família e política, bom como poucos. Embora Meu Irmão É Filho Único se passe nos anos 60 - e uma parte importante é no emblemático ano de 68 -, o diretor Daniele Luchetti não quis fazer só um filme político de época. "A luta política permanece sempre como um fundo para o principal, o drama humano. É a história de dois irmãos que se amam e se respeitam, mas brigam e não conseguem se comunicar. Me agradou essa possibilidade de ser verdadeiro, de tentar entender os pontos de vista dos dois irmãos", declarou o diretor ao repórter Luiz Carlos Merten.

O Estadao de S.Paulo

13 de agosto de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.