Falabella diz não ligar para ibope

Autor da próxima das 6 na Globo distribui farpas em festa

Alline Dauroiz e Thaís Pinheiro, O Estadao de S.Paulo

30 de setembro de 2008 | 00h00

Autor de Negócio da China, próxima novela das 6 da Globo, Miguel Falabella roubou as atenções na festa de lançamento do folhetim, anteontem, no Budah Bar, em São Paulo. Sem disposição para responder a determinadas perguntas de jornalistas, Falabella se esquivou das saias justas.Inicialmente pensada para o horário das 7, Negócio da China foi antecipada para as 6, quebrando o ciclo de folhetins de época, de forma a conquistar o público jovem, que tem abandonado a Globo no horário pós-Malhação. Por causa da mudança no horário, o ritmo de produção teve de ser acelerado. Na festa, o elenco principal afirmou ter gravado 20 capítulos, adiantamento insatisfatório para os padrões da casa. Franciso Cuoco conta que gravou "mais ou menos 12 capítulos". "E gravo nove cenas na segunda e oito na terça", contou. O pedido do autor para que cenas fossem regravadas também influenciou nas gravações.Na festa, Falabella posou para fotos, teceu elogios ao diretor-geral, Roberto Talma, mas a simpatia pediu licença na hora de conversar com alguns jornalistas. "Cag... para o ibope", disse, em resposta a uma pergunta sobre audiência. Outra repórter mal teve chance de formular uma questão sobre meio ambiente quando ele a interrompeu: "Por isso você está encalhada, que menina chata." E mostrou-se irritado sobretudo com nossa reportagem: Fazer ação às 18h visa a buscar público de Malhação?Não, não penso nisso, quero é me divertir. A novela está com frente de 20 capítulos, considerada pequena.......Estou escrevendo o capítulo 32. Mas tu é ruim hein! Só quer coisa ruim. Tu é lacraia. Na escola de jornalismo que tu fez, eu sou diretor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.