RENATO MANGOLIN/DIVULGAÇÃO
RENATO MANGOLIN/DIVULGAÇÃO

Exposição Rumos reúne trabalhos de fotografia, teatro e audiovisuais

Se nas edições anteriores, uma única forma de expressão era privilegiada, agora o palco receberá simultaneamente obras de diferentes áreas

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

26 Agosto 2015 | 04h00

Uma lenda indígena conta que o casal de gêmeos kaxinawá foi concebido pela jiboia Yube em sonhos e herdou poderes especiais. Para se transformarem em um pajé e em uma mestra dos desenhos, os jovens precisam adquirir habilidades e conhecimentos de seus ancestrais, dos animais, das plantas e dos espíritos. 

O desafio pode ser conhecido e apreciado no game Huin Kuin: Os Caminhos da Jiboia criado pelo antropólogo e game designer Guilherme Meneses que estará disponível na mostra aberta para o público nesta quinta, 27, no Itaú Cultural. 

Se nas edições anteriores o Rumos privilegiava uma única forma de expressão, agora o palco receberá simultaneamente obras nas áreas de fotografia, audiovisuais, espetáculos de teatro e performance. 

Ainda nas exposições, o artista visual André Penteado apresentará sua instalação Tudo Está Relacionado montada em um apartamento no bairro de Perdizes. Nela, Penteado expões fotografias, vídeos e documentos para abordar questões históricas e políticas do Brasil. 

As artes cênicas serão representadas no trabalho 6 Modelos para Jogar, inspirado no livro Jogo de Amarelinha, do argentino Júlio Cortázar. O encontro entre dança e teatro foi desenvolvido pelos diretores Alex Cassal, Dani Lima, Denise Stutz, Cristian Duarte e Márcio Abreu e, tal qual uma peça em movimento, o jogo parte do encaixe de perspectivas distintas.

O palco também receberá Tropa Trupe que, em parceria com o diretor argentino Walter Velázquez, leva seu A Lenda do Trapezista Cego com base em histórias da antiga sede do grupo situada na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 

A mostra também privilegiará um espaço para debates e encontros com os artistas. Um deles discutirá a violência dirigida à mulher a partir do espetáculo Bonecas Quebradas que realiza um diagnóstico do feminicídio ocorrido desde a década de 1990, em Ciudad Juarez, no México.

A mostra Rumos Itaú Cultural segue até o dia 25 de outubro no espaço da Avenida Paulista.

Mais conteúdo sobre:
teatroexposição rumos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.