AP
AP

Exposição do Met Gala destacará oito diretores de cinema

Mostra vai apresentar evolução do figurino em longas de Martin Scorsese e Sofia Coppola

Jocelyn Noveck, AP

16 de fevereiro de 2022 | 10h00

Hollywood terá uma forte presença no Met Gala deste ano, em maio - e não apenas no tapete vermelho. Um grupo de importantes diretores de cinema, incluindo Sofia Coppola, Martin Scorsese, Regina King e a vencedora do Oscar do ano passado, Chloé Zhao, será uma parte fundamental da exposição do Costume Institute, que lançará a gala em maio.

O curador Andrew Bolton anunciou a lista de oito diretores que criarão o que ele chamou de “vinhetas cinematográficas” nas salas de época da Ala Americana do Metropolitan Museum of Art. Os outros quatro são Janicza Bravo, Julie Dash, Autumn de Wilde e Tom Ford, o célebre estilista que também é diretor de cinema.

A exposição mais recente - In America: An Anthology of Fashion - é na verdade a segunda parte de uma grande exposição de duas partes que explora as raízes da moda americana. A primeira abriu em setembro, junto com uma “mini-gala” reduzida, uma das duas galas planejadas dentro de um ano, enquanto o Costume Institute lida com as restrições da pandemia, como todas as outras instituições de artes.

Esta exposição, que será inaugurada junto com o que o museu espera que seja uma gala em tamanho real em 2 de maio, apresentará cerca de 100 exemplos de moda masculina e feminina desde o século 19 até a metade do século 20.

Enquanto a Parte Um, que permanecerá em exibição nas salas do Anna Wintour Costume Center, explora “uma nova linguagem da moda americana”, a Parte Dois analisa “narrativas de alfaiataria desconhecidas e que foram filtradas pela imaginação de alguns dos diretores de cinema mais visionários da América”, disse Bolton.

Além disso, algumas das roupas que foram exibidas na Parte Um serão trocadas no próximo mês, para incluir outros designers ainda não apresentados. Essa exposição tenta se concentrar em temas de justiça social, diversidade e inclusão e aceitação do corpo. E também juventude: a maioria das criações vem de designers mais jovens, muitos dos quais nunca tiveram suas criações expostas em um museu.

O Met Gala é um grande gerador de recursos para o museu e fornece ao Costume Institute sua principal fonte de financiamento. In America: An Anthology of Fashion abre ao público em 7 de maio, cinco dias após a gala de 2 de maio, e vai até 5 de setembro, junto com a Parte Um.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.