Experimentações na simples mistura de imagens e sons

Terceira edição do ON_OFF traz trabalho inédito do videoartista Eder Santos

Livia Deodato, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2026 | 00h00

Literatura + imagem + música. Unindo essas três vertentes artísticas, o mineiro Eder Santos inaugura hoje a 3ª edição do ON_OFF Experiências em Live Image, no Itaú Cultural. A idéia do projeto é oferecer espaço aos artistas para a experimentação audiovisual. Santos, considerado uma das maiores referências nacionais na arte em vídeo, apresenta O Lugar aonde os Carros não Vão, que tem a participação das atrizes Mônica Ribeiro e Maria Luisa Mendonça, do músico do Uakti Paulo Santos e pelo menos mais dez mineiros que ajudarão na operação das câmeras e nas mesas de corte. Tudo ao vivo, com direito a muito improviso.O trabalho inédito de Santos foi criado sobre o conto de Murilo Rubião, O Ex-Mágico da Taberna Minhota, que conta a história de um ilusionista que perde o controle sobre suas magias e se desespera. Tenta o suicídio diversas vezes e todas as tentativas são em vão - joga-se num precipício e é amparado por um pára-quedas; atira em sua cabeça e a arma se transforma num lápis. ''''Uma frase que escutara por acaso, na rua, trouxe-me nova esperança de romper em definitivo com a vida. Ouvira de um homem triste que ser funcionário público era suicidar-se aos poucos'''', diz um trecho do conto. O nome da apresentação surgiu a partir do nome da música No Cars Go, do Arcade Fire. ''''O texto, baseado no conto que eu escrevi com Patricia Morã e Sandra Penna beira o absurdo'''', diz Santos.O músico Paulo Santos selecionou instrumentos de percussão como apoio para a performance. Trouxe, inclusive, uma marimba de vidro de sua filha Lisa, de 9 anos, ''''com muitas recomendações para eu não quebrar nenhuma tecla'''', diverte-se. ''''O som dela tem um quê de magia, que, creio, que servirá como um bom apoio musical ao texto.''''Além de O Lugar aonde os Carros não Vão, que será mostrada hoje, às 20 horas para convidados, e amanhã, às 19h30, para o público, esta 3ª edição do ON_OFF apresenta também os coletivos paulistas Visualfarm no sábado e Müvi no domingo, ambos às 19h30. Repentismo Visual/CineJoqueys, do Visualfarm, é um trabalho criado por Alexis Anastasiou e o Diogo Shimokawa, o DJ Gen, que propõe a execução de música ao vivo para o cinema. Já a dupla do Müvi, formada por Ricardo Carioba e Fabio Villas Boas, mostra Commento, uma videoperformance que traz 35 planos da cidade de São Paulo e desloca o movimento costumeiramente acelerado da metrópole.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.