Estudos sobre o estatuto da psicanálise na atualidade

Professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, o psicanalista carioca Daniel Kupermann reuniu neste livro a produção ensaística de uma década. Os textos abordam "descobertas e inquietações" profissionais em três frentes - a clínica, a pesquisa e a docência. O fio condutor dos ensaios é o questionamento do estatuto da psicanálise nos dias de hoje. Kupermann debate ainda o papel dos psicanalistas na tarefa de facilitar "a emergência de uma vida mais potente e criativa". Para tanto, ele se vale da leitura crítica do pensamento de alguns dos nomes fundamentais da psicanálise, como o de seu criador, Sigmund Freud, e também os de Sándor Ferenczi e Donald Woods Winnicott.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.