Estudioso acompanha mudanças no ato de ler

Diretor do Centro de História Cultural das Sociedades Contemporâneas na Universidade de Versailles-Saint-Quentin-en-Yvelines, Jean Yves Mollier aborda a leitura e seu público de meados dos século 10º ao século passado. Ele faz um testemunho do desenvolvimento da história cultural nos últimos dez anos. É um acompanhamento dos bastidores de uma atividade marcada pelas reviravoltas, a princípio reservada para uns poucos, às elites por nascimento ou por riqueza, até se tornar um lazer compartilhado por um número bem mais vasto de leitores. Ele mostra como a revolução escolar e a industrial provocaram mudanças no trato da sociedade com a leitura, além de falar do papel das mídias modernas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.