Mussa Qawasma/Reuters
Mussa Qawasma/Reuters

Estátua de macaco em hotel de Banksy passa a usar máscara contra coronavírus

A estátua fica no hotel do artista britânico localizado em Belém, na Cisjordânia

Redação, Reuters

06 de março de 2020 | 08h20

O hotel do artista britânico Banksy em Belém, na Cisjordânia, trouxe um toque de humor à cidade, colocando uma máscara para proteção na escultura de um macaco recepcionista em sua entrada, enquanto o temor do coronavírus impacta moradores e turistas.

A Igreja da Natividade de Belém foi fechada nesta quinta-feira, 5, e turistas estrangeiros foram banidos dos hotéis da Cisjordânia depois que quatro casos suspeitos de coronavírus foram registrados na cidade palestina.

Os macacos são um tema comum no trabalho de Banksy, e o The Walled Off Hotel, que fica perto da barreira de concreto entre Cisjordânia e Israel, tem um boneco de um macaco vestindo uma jaqueta e chapéu vermelhos de recepcionista e carregando bagagem na porta principal. Agora ele também tem uma máscara facial sobre seu rosto.

Em seu site, o hotel informou aos hóspedes que turistas de “certos países” foram proibidos de entrar em territórios palestinos e em Israel devido ao vírus, e sugeriu que verificassem a lista online antes de viajar.

Tudo o que sabemos sobre:
BanksyCisjordâniacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.