TT NEWS AGENCY
TT NEWS AGENCY

Esculturas de Salvador Dalí são roubadas de uma galeria na Suécia

Ladrões levaram entre 10 e 12 peças de bronze em Estocolmo; cada peça vale de US$ 21 mil a US$ 52 mil

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2020 | 10h10

Vários ladrões roubaram objetos de uma galeria de arte em Estocolmo, segundo a polícia, e levaram entre 10 e 12 pequenas esculturas de bronze criadas pelo artista espanhol Salvador Dalí. "Pelo menos dois ladrões'' entraram na manhã de quinta-feira, 30, na galeria Couleur, no centro de Estocolmo, depois de quebrar o vidro da entrada, segundo a polícia.

Os especialistas forenses revisaram o local para procurar evidências. Não houve suspeitos presos. O alarme disparou depois das 4 da manhã e a polícia chegou logo depois, disse o proprietário da galeria, Peder Enstrom, à agência de notícias sueca TT.

Cada uma das esculturas vale entre US$ 21.000 a US$ 52.000 (R$ 89.040 a R$ 220.480). As peças têm até 50 centímetros de altura, disse Enstrom à TT.

As esculturas, entre as quais havia os famosos relógios derretidos de Dalí em uma árvore, foram exibidas na galeria por dez dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.