Escrita salvadora

O escritor israelense David Grossman estava habituado com as constantes colaborações de seu filho Uri, de 20 anos, no romance que escrevia fazia três anos. Era um livro sobre a cruel realidade vivida por israelenses e palestinos, divididos por ambições similares, mas de impossível convivência conjunta. "Uri servia o Exército e, nos seus momentos de folga, sempre me perguntava sobre o destino dos personagens", conta Grossman que, no dia 12 de agosto de 2006, descobriu como a violência externa e a crueldade da realidade geral política e militar penetram no delicado e vulnerável tecido de uma família e acabam por despedaçá-la: Uri e outros três colegas foram mortos quando um míssil libanês atingiu seu tanque, durante uma operação de resgate.Devastado emocionalmente, Grossman interrompeu a escrita até receber o amigo e também autor Amos Oz que, ao abraçá-lo, incentivou-o a retomar o trabalho: em tempos de desgraça, sussurrou Oz, a literatura é a salvação do escritor. Ainda sensibilizado, ele voltou à rotina e terminou A Mulher Foge (trad. de George Schlesinger, 656 págs., R$ 58), que a Cia. das Letras lança na quinta-feira."Quando comecei a escrever, em 2003, tinha pressentimento (talvez desejo) de que esse livro pudesse proteger meu filho", disse Grossman ao Estado, em entrevista por telefone. A perda deixou vestígios em sua voz, agora serena e conformada, diferente do tom incisivo com que encantou os frequentadores da Festa Literária Internacional de Paraty, em 2005, época em que se destacava como um dos mais lúcidos intelectuais na defesa de uma solução pacífica para uma questão aparentemente sem resolução entre israelenses e palestinos.Grossman continua na firme defesa de suas ideias, viajando pelo mundo e apregoando a conciliação - ele vai participar da Bienal do Livro do Rio, que começa no dia 10. Ainda que a ausência de Uri comprove que, ao comparar a realidade com a magnitude de seus sonhos, o resultado seja desapontador.

Entrevista com

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.