Ensaios veem românticos como poetas proféticos

NefelomanciasRicardo Marques de AzevedoPerspectiva202 págs., R$ 24Nefelomancia é a arte de predizer o futuro pela observação de nuvens. Com esse título, Ricardo Marques de Azevedo, professor associado da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, define seu conjunto de ensaios sobre as artes românticas. Ao falar de arte e natureza, ele lança luzes sobre uma das grandes tarefas dos escritores românticos: a de criador e vidente. É o poeta como profeta. Na essência, esses artistas buscam investigar o insondável, como se fizessem uma leitura adivinhatória das nuvens que passam. Para Azevedo, pode-se dizer que, simbolicamente, os criadores românticos são os que se aventuram nas névoas para escapar dos abismos do mundo e expor seu saber sobre os homens.

, O Estadao de S.Paulo

13 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.