Em Ilhabela, até amador veleja

O branco das velas domina a paisagem. Também, pudera: os ventos passam na velocidade perfeita e fazem de Ilhabela, em São Sebastião, o destino paulista dos esportes náuticos - em julho, a ilha recebe um dos mais importantes eventos do setor, a Semana Internacional de Vela. As boas condições de navegação também empolgam amadores, que vão à Praia da Armação para participar de aulas de vela, windsurfe e kitesurfe.Mas se ficar ao sabor do vento é muita emoção para você, compre um passeio de escuna para conhecer praias de difícil acesso. As embarcações partem do Píer Perequê, às 11 horas, e contornam o norte da ilha. A principal parada é a Praia de Jabaquara, que já desbanca a Praia do Curral no quesito agito. Outra maravilha que vem sendo descoberta é a Praia do Bonete. Em meio a duas encostas cobertas por verde, há uma faixa larga de areia e mar para surfistas. Para chegar, são duas horas de barco ou quatro horas de trilha.Aliás, a mata nativa que cobre Ilhabela é um atrativo para quem quer adrenalina fora do mar. Uma das trilhas mais conhecidas é de 22 quilômetros até a Praia de Castelhanos - nem tente ir caminhando, prefira os jipes 4X4. Depois de um dia agitado, curta a noite na vila, onde bares, restaurantes de cozinha internacional, cafés e lojinhas ficam lotados. Para dormir, Ilhabela tem opções para todos os bolsos, de pousadinhas charmosas a hotéis-butique. Os borrachudos são o único inconveniente. Nunca tire o repelente da bolsa. Informações: www.ilhabela.sp.gov.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.