Em cena

TelaGael García Bernal virá a Sampa para o 31.º Festival de Cinema. Além de hypar Déficit, sua primeira direção, atua em Sonhando Acordado, de Michel Gondry, e O Passado, baseado de Hector Babenco. Todos na mostra.BirthHoje, Marcos Mion comemora aniversário na Disco com festa apenas para convidados. Charlie Brown Jr. fará um pocket show e house dos DJs Puff e Michel Saad, a partir da 0h.92,9O Em Cena na Eldorado amanhã, à 0 h, toca um set list de Space Disco, popular na França e Alemanha entre 77 e 79, que tem um revival na era pós-eletro. O produtor Felipe Felix de Paula assina.PavioApós assistir Tropa de Elite, filme sobre o Bope que caiu na malha da pirataria antes de ser lançado, o governador do Rio, Sérgio Cabral, encanou em acelerar para antes da estréia do longa de José Padilha a implantação do projeto de terceirização da manutenção da frota policial, sob responsabilidade da Secretaria de Estado de Governo. A licitação sairá em 15 dias, mas a implantação depende de "prazos formais". Tropa de Elite abre o Festival do Rio no dia 20. E entra no circuito em 12 de outubro. 5minutoscom Marc Collin O francês é cérebro do Nouvelle Vague, que hoje canta suas releituras melódicas de hits do pós-punk e new wave no Sesc Pinheiros. Amanhã no Circo Voador, Rio; e sábado no Recife no Coquetel Molotov 1. Como serão os shows pelo Brasil?Clima de cabaré. Nouvelle Vague não é banda, mas um projeto que nasceu no meu estúdio e foi gravado por colaboradores, por isso os shows são diferentes. Oito cantoras gravaram o primeiro disco e cinco o segundo, mas só duas viajam: a australiana Phebbe Killdea e a francesa e Melanie Pain. Eu toco teclado e guitarra, acompanhado por um baterista.2. Já que a alma do Nouvelle é você, o que há de novo?O 3º disco será de remakes de trilhas dos anos 40. Mas pode ser que o Nouvelle continue a existir. Ou não. Quando comecei, não tinha pretensões. Levei para gravadora de tanto que insistiram. Foi sucesso inimaginado. Hoje estou concentrado em outras histórias: Reinassance, de covers dos 80?s, e Two for the Floor. 3. Qual a tônica desses projetos?Odeio músicas feitas nos 80?s e quero provar que muitas, se tivessem sido gravadas dez anos antes, seriam melhores. Duran Duran canta A View to a Kill, de John Barry, que poderia ser tão boa quanto Diamonds Are Forever, também dele. Porém, é sofrível por ser dos 80. Vou fazer arranjos e orquestrações coloridas, com percussão, violão, acordeão e vozes femininas para músicas como This Is not America e Flashdance. Two for The Floor é interpretado pela dinamarquesa Katrine Ottosen e Valente, um italiano que vive em L - lindas vozes que conheci no Myspace (ouça). O disco foi feito em dez dias. Sai este mês pela Luaka Bop.

O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2013 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.