Em cena

HeyA soprano Deborah Voight volta à cidade mais fina. Em 2004 foi recusada pela Royal Opera House para Ariadne auf Naxos por excesso de peso. Submeteu-se a operação, voltou a brilhar na Royal e canta dia 6 em SP em prol da Tucca na Sala São Paulo. A turma de Michel Temmer está irritada com a do Senado pela resistência em abrir a caixa-preta - e liberar a lista de viagens feitas pelos seus. Apelidaram o primeiro secretário da mesa no Senado, Heráclito Fortes, de Marco Polo. Creem que sua resistência em fazer o mesmo seja por ser exímio viajante. O mar não está para peixe em Cannes; está para tubarão. O presidente do Festival, Gilles Jacob, foi visto chateado em um café, queixando-se das baixas nas delegações por conta da crise. A chancelaria francesa cortou U$ 93 mil no orçamento e os hotéis, apesar de segurarem tarifas, não estão lotados.O brasileiro Heitor Dhalia, em compensação, vai com a mala cheia - de atores, produtores e de seu figurinista, Herchcovitch, para a exibição de À Deriva. Apadrinhado por Vincent Cassel, o filme terá tapete azul dia 21 no Palais, onde Dhalia anunciará seu próximo filme, Uma Mulher e Uma Arma.E por aquelas bandas, o ?Conspira? Andrucha Waddington filma, entre Espanha e Marrocos, a vida do dramaturgo Félix Lope de Vega - perseguido por envolver-se com a amante de marquês para quem fazia ghost write. Selton Melo fará ponta no filme, mas Lope mesmo será o novo ator espanhol Alberto Amman. Andrucha quis um iniciante porque o filme se passa na época em que Lope era um... novato das letras. Ontem à noite em Londres, Jimmy Page e sua mulher, Jemina, organizaram um leilão no Cuckoo Lounge para leiloar guitarras pintadas por artistas em apoio ao Fundo para Crianças Brasileiras, ajudado por eles, que mantêm no Brasil cinco instituições que cuidam de crianças carentes. Mais que as Guibson de Titi Freak, Kid Acne, Will Barrase e Speto, a guitarra by Stephan Doitschnoff, foi a mais disputada na pré-venda. Iniciou o leilão valendo 7,5 mil Libras - 2,5 libras a mais que uma aula de Brian Mae, guitarrista do Queen, dará em sua casa. JOGO DOS 7 ERROS DOS ROCHA PITTA - Há 12 anos os Rocha Pitta saíram de Tiradentes para o Rio. Hoje são assunto em todo lugar. Os gêmeos Matheus e Thiago são os novos terríveis da arte contemporânea - e para eles tudo vem vezes dois: exageros, sucessos, ideias e hypes. O primeiro a sair de Minas Gerais foi Matheus, fotógrafo, sempre de barba por fazer. Foi trabalhar com o fotógrafo Miguel do Rio Branco. "Quando vi, estava fazendo as minhas coisas", afirma, referindo-se a esculturas e vídeos. Já a trip de Thiago, sempre com seu indefectível chapéu, é pintura. Estreou como assistente do master Tunga quando chegou ao Rio, seis meses após o irmão. No currículo dos dois há temporadas de criação no Japão, Texas e expôs em Londres. Matheus está em cartaz na Vermelho com a instalação Drive Thru2: "Investigo como as pessoas lidam com situações de crise. São coisas que geralmente enxergamos como sintomas de fraqueza, pobreza, subdesenvolvimento e que começo a ver como formas ativas de resistência", desabafa. Já Thiago, artista da Galeria Milan, está em período sabático, montando seu ateliê em Sampa. Os irmãos preparam uma expo conjunta para outubro, em Milão - e toparam rechear um jogo dos 7 erros proposto pelo ?Estado?. Produzidos pelo stylist Wilson Ranieiri, ei-los:O show Romance Vol. II vai virar disco. Marisa Orth o lança no Rio no teatro Rival, em 21 de maio. Em 12 de junho, Dia dos Namorados, no Café Uranus - em SP, onde tudo começou... Kassab está com medo do encontro com Serra dia 2 na Prefeitura no jantar pilotado por Caio Luis de Carvalho para start da Virada Cultural. Medo de que o governador, notívago, estique a madrugada rodando a cidade.Helvétia ferve no finde. P.G. Meirelles faz 60 anos de polo. Pai de Donata, está receoso. Não gosta de festas. A turma da Pink está atrás de um chef de cuisine para o 1820, The Blue Bar, que abrirão sobre a ?buatchy?. Nas contas de Giuliano de Lucca o investimento no Blue é de R$ 1,7 milhão. Até quando estiver em vigor a lei de Serra será permitido fumar. O Blue nasceu da ideia de Nelson Gebara de ter um piano-fumoir com shows e cozinha boa; por isso o chef... Previsto para abrir ontem, o clube Mokai, de Rico Mansur e André Queiróz, reabre dia 7 para público. Dia 6 será só de Luis Octavio Índio da Costa, do Banco Cruzeiro do Sul, para seus 46 anos. O governo chinês começará a fazer um trabalho de campo para mudar o conceito de ?Made in China? para ?Create in China?. Criadores e pensadores do país nunca levaram crédito - primeiro, por conta do regime de Mao; depois pela proliferação da indústria e a má reputação do mercado de cópias. A ideia é aproveitar a onda a favor e hypar seus talentos e designers internacionalmente. DEEP MAN - Jon Lord, fundador do Deep Purple, abre a Virada Cultural no sábado, às 18h15, em palco na Avenida São João, tocando Hammond com a Sinfônica Municipal Concerto para Grupo e Orquestra - disco composto há 40 anos e que deu punch à banda de hard rock. Lord falou ao Estado:Como é Jon Lord-solo?Bem... comecei minha vida musical muito menino, estudando orquestras. Descobri o rock, mas não perdi meu amor pelo clássico. Isso me define. Em 69, decidi combinar meu amor por ambos, compondo esse disco. Foi controverso, fez o Deep Purple. Depois entramos no hard rock. Quando tocamos de novo, em 99, o feedback foi melhor.Houve acertos no disco nestes 40 anos?Escrevi o disco em um curto verão numa folha de papel e nunca tive tempo para editar. Desde então é como é: uma carta de amor à música escrita por um jovem homem.Foi difícil largar Deep Purple?Em 2001, percebi que por mais que amasse a banda, meu bebê, tinha de desenvolver meu outro lado. Fazia 120 shows por ano, não tinha tempo. Perguntei à banda se poderia tirar um ano sabático. Acharam que era louco. Mas naquele ano todos pegaram uma gripe. Não a suína (ri).... Nessa hora, eles se sensibilizaram e enteram minha paixão. Saí sem tensão. Semana passada estive em Tóquio; eles também - e acabamos tocando.Você inventou o Deep Purple misturando rock com clássico. Já que hoje tem tempo, há vontade de misturar um ou outro gênero a um terceiro?Talvez com folk. E faria algo não só para piano e bateria, mas para violino elétrico. Estou com sentimentos para uma nova obra. Talvez a entregasse a Arcade Fire, que experimenta e faz diferente.Alice in Chains anunciou sua volta com William DuVall, ex-Comes With Fall como vocalista. Não acha isso complicado?Mudar o vocalista é delicado porque é o centro de atenção da audiência. As vezes é melhor ter a consciência e parar. Acho que o Deep Purple deveria ter parado em 74, com Ian Guillan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.