Em cena

HeyGuili Alves de Lima, da LED Comunicação, coloca Talma de Freitas, Karine Carvalho e Geanine Marques para cantar U2 no Sonique dia 4. É a maneira da Universal colocar na roda, com festa, No Line on the Horizon, novo do U2, que será apresentado em celulares da Motorola. PRESENTE PARA SÃO PAULOEstátua da Liberdade para NY; o Redentor para Rio. O hábito dos franceses de presentear cidades com monumentos será ser honrado no neste, Ano da França no Brasil, com um centro cultural para São Paulo. O projeto de maior chancela do A.F.B. é Momento-Monumento, do jofvem paulista Douglas Khuruma em parceria com os coletivos ultra-hype parisienses de Exyzt e Coloco - de pupilos de Giles Clement -,especialistas em reabilitação de esqueletos urbanos. A União doou-lhes o prédio Wilton Paes de Almeida, no Largo Paissandu, primeiro de vidro no Brasil - razão pelo qual é tombado pelo Patrimônio Histórico Paulista. O objetivo do projeto é criar um laboratório para cultura com ateliês, espaços para residências de arte, pousada, biblioteca e ateliês móveis, uma vez que o mobiliário desenhado pelos franceses é todo sobre rodas. No topo, um jardim. Entre maio e julho iniciarão as obras, que serão entregues à cidade em novembro. "A partir da implantação, propusemos um workshop de discussão pública sobre o que deverá acontecer com o prédio em um segundo momento. A União quer que as atividades continuem permanentemente", comemora Kuhruma.DOIS PRÁ LÁ - Dia 3 de março o Baixo Augusta ganha dois bares, VOLT e o ZCarniceria - ambos de Facundo Guerra, um cara que há 3 anos vem fazendo história na região com o clube Vegas, que migrará com outro nome mais para o miolão da área. ''Os dois bares são poemas de amor à Augusta. Estou tentando conquistar o Centro'', diz. Ok, é o necessário para a almejada revitalização! No VOLT, Facundo é sócio de Tibira, Eduardo Chalabi, arquiteto que fez o projeto do lugar, com linhas minimalistas e um jardim vertical, onde o designer Kléber Matheus, também sócio, layouta os neons, que serão exibidos em expos trimestrais como arte. Na cozinha, tapas da chef Diana Benevides. No som, em vez de DJ, música eletrônica vintage tocada em rádios online administradas por um disq-jóckei das antigas - único elemento igual para ambos os projetos. No entanto, o vibe do Z é rock roots, como o décor. O designer Frank Dezeuxis manteve as linhas originais do açougue que funcionou no endereço entre os nos 50 e 70. Mas o curioso é que carne fica mesmo na ideia e um drink, o ZCarniceria, feito com caldo de carne, vodka, pimenta, molho inglês, sal, limão e pimenta do reino. O restô, em si, será veggieChegou a vez de ser civilizada Itaquena, Trancoso, sul da Bahia. Gregório Mariz fechou com a Construtora Santa Helena da família de ACM, dirigida por Lula Laranjeira, a construção de um condo superluxo, de doze casas de US$ 2 milhões. Na sociedade, Ivan Zurita da Nestlé. Houssein Jarouche abriu a Micasa para vender design mundial, e mais amadurecido o negócio, decidiu dar um passo para que o design Made in Brasil comece ser considerado pelo feito agora - e não só nos 50?s. De olho no talento de Flávio M1R, Gustavo Mitsu e Raphael Manfré, montou o Estúdio 20.87, para produzirem, sob suas asas, móveis sustentáveis e com poder de bala para exportação. A gringolândia fashion que visita o Rio já chega em mãos com endereço do Club 177, uma sauna na Glória - recomendada incansavelmente por um estilista de NYC.Em 08, a quebra da Honda impediu a estreia de Lucas di Grassi na F-1. Neste, até então, a crise. Mas é ele nome para prestar atenção nas corridas de G-2. Esse paulista, de 24 anos, está assim, ó, com os juniores Senna e Piquet. Grassi vive há 5 anos em Londres, próximo o centro Renault, de quem é contratado para testar e afinar as machinas da F1- que, segundo ele, estão sendo remodeladas para ficarem, além de mais competitivas, mais...baratas. Como? padronização de peças. ?Para a temporada foi diminuído o efeito da aerodinâmica do carro e aumentados os pneus slick.? Bistronomia. O termo saiu do forno na Europa e U.S.A. - e é tendência em tempos magros. Jovens chefs dessa nova escola aplicam conceitos e técnicas de alta gastronomia a pratos despretensiosos. E em vez de abrir restôs pomposos, caros, preferem os intimistas e sem muito luxo. A bistronomia pegou embalo em Paris e em Barcelona, onde o bistronômico sacado é o Dos Palillos, de Albert Raurich, que foi por 9 anos o chef do El Bulli, de Adrià. Em São Paulo, a história toma corpo com o La Tomate Bistronomique, do chef Jefferson Rueda, e o Na Cozinha. Mas deve explodir com a reestreia de Bel Coelho no Dui, depois do soluço em sua carreira que foi o Buddha Bar. Sera síntese do bistronômico: chef de pedigree fazendo releitura ultra-moderna de tapas, a preço amigo. A turma da Fortes Vilaça passou o Carnaval ajudando o artista Damien Ortega a reunir peças de um vero caminhão , desmontado por ele no México e enviado ao Brasil como arte. Peça a peça está sendo pendurada com cabos de aço no teto do galpão da Fortes, reeditando o caminhão em 3D para expo dia 7. Marta Suplicy já havia acertado o próprio pé com o tiro disparado contra Kassab na campanha para prefeitura, questionando o estado civil do prefeito . Como se não bastasse, após sua separação, nos bastidores políticos, a história é reeditada - e em forma de piada., do tipo ?quem cospe para cima...? Pior: para provocar não só Marta, mas Dilma Roussef, as estrelas petistas ?sem marido?, possíveis candidatas de Lula para eleições. Daniela Heylael, brasileira que em Londres fez da Issa um business de 18 milhões de libras em 5 anos, mostrou na Semana de Moda de Londres a coleção Sexy Monk - não tão budista, mas, sim, super sexy. Meio 70s?- glam é combinada com peles, plumas e sapatos de Charlotte Olympia - designer que chega ao Rio para sua estreia na Avec Nuance

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.