Em cena

HeyA BRA está quase back to business. É hoje o voo de avaliação na Anac - o último capítulo de uma longa batalha da companhia para voltar aos ares. Inspetores avaliarão um voo-teste, simulando situações reais, para analisar a capacidade operacional da companhia. Depois de mais de 1 ano parada, e tendo conseguido todas as aprovações junto à Anac e seus credores, a BRA poderá ser a primeira companhia na história da aviação brasileira a ter interrompido operações e conseguido voltar à baila. Se aprovada, ressurgirá das cinzas com nova identidade visual, criada por Lorena Bittar. Fará só voos fretados e charter. O novo presidente da BRA, Danilo Amaral, avisa: "Ninguém vai ficar na mão nos voos de fim de ano." Abre-alas: quanto vale o showHoje já é carnaval na Bahia - e lá começa sempre na 5.ª por causa de Durval Lelys, que em 94 cismou de colocar o Asa na rua antes de todos para que Salvador tivesse uma semana de festa. O prefeito de Salvador, João Henrique, abre o carnaval no subúrbio de Periperi, incluindo na rota dos blocos os bairros Cajazeiras, Pau da Lima, Itapuã e Plataforma. Por uma razão: o afunilamento e superlotação dos tradicionais circuitos Batatinha, Barra-Ondina e Centro. São esperados 500 mil visitantes - 6% a mais que em 08. O Rio espera 719 mil pessoas. A estimativa é que, devido à crise, haja 20% a menos de estrangeiros. Porém... os números serão compensados por brasileiros que deixam de viajar para fora, pela mesma razão. Isso significa US$ 521 milhões a mais circulando no mercado, razão pela qual a Riotur investiu R$18 milhões em infra para dar apoio a escolas de samba e blocos, que proliferam loucamente. De Norte a Sul, foram colocadas mais 800 linhas de ônibus e 32 mil táxis. Em São Paulo são esperados 30 mil turistas - 7% a mais que em 08. Em dinheiro? representam R$ 45 milhões. A expectativa de público para o Sambódromo é de 120 mil pessoas - 7% a mais que no ano passado. Mas... os números de patrocínios para São Paulo são... praticamente uma derrota: Ambev deu R$ 1,5 milhão, Nossa Caixa R$ 750 mil e Sabesp R$ 750 mil. O grosso foi dado por Kassab, em setembro: R$ 19,9 milhões. E, mesmo com crescimento de público na Bahia, por conta da crise, patrocínios não foram fáceis. "Só senti o mercado mais animado agora", diz Maurício Magalhães, da agência Tudo, do Grupo ABC, que há dois anos comercializa cotas e faz gestão de marcas para o carnaval de Salvador. Somente ontem, Magalhães conseguiu fechar o apoio social para o carnaval baiano, de R$ 1 milhão da Petrobrás, que pediu como contrapartida cessão de espaços públicos para blocos afros nos próximos anos.Tudo para... manter a tradição. Segundo Magalhães, fora da curva, só Ivete Sangalo - a rainha contemporânea da música baiana.Ivete movimenta, por meio de sua produtora Caco de Telha, R$ 8,5 milhões nos dias de carnaval - e computa neste ano 18% mais em patrocínios em relação a 08. Vai estrear o trio superluxo e eco-correto, Demolidor 3, feito de alumínio, portanto mais leve e com 130 m² de palco com visão 360.º; organiza os camarotes Cerveja & Cia, para 2,5 mil pagantes, e Axé Mix, para 2,4 mil idem. A expectativa de Alexandre Sangalo, diretor de Marketing da holding, é o crescimento de mais 40% na geração de negócios de ações promocionais e ativação de seus produtos. Bradesco, iG, Garnier, NovaSchin, Shopping Iguatemi, Nokia, C&A, Grendha e Casas Bahia compraram cotas. E deu no Glamu: Ivete aparecerá na avenida tipo gostosíssima, mais cheiona - reflexo de tratamento de fertilidade. Terminado o carnaval, Ivete sai em lua-de-mel com o namorado, Daniel Cady, para engravidar, dar à luz e estar em forma a tempo do carnaval de 2010. Focada,ou não? E deve ser dela a música-hit do carnaval: Cadê Dalila, de Carlinhos Brown e Alain Tavares.Brown faz 30 anos de carnaval e, já que sempre solta o verbo, chamará a atenção para o aquecimento global, lançando a música Earth Mother Water - já de olho na gringa. Além de Salvador, o cantor comemora seus 30 saindo no Salgueiro como destaque no carro Transformação Social. E o carnaval de Salvador homenageia os afoxés, estudados pelo Ipac para serem nomeados como patrimônio imaterial da Bahia, já que são as mais tradicionais manifestações da festa. Neste ano, o bloco Filhos de Gandhy faz 60 - e sai com Gilberto Gil na muvuca, tocando seu clássico agogô. Sendo assim, o Pelô ganhou um up com a injeção de R$ 1,81 milhão da Secretaria Municipal de Serviços Públicos gastos em iluminação, segurança e mais 70% de eventos - entre eles, uma gig de Afrika Bambaataa, fundador do hip hop. A razão? Expandir a instituição Zulu Nation, representada em 50 países, para difundir MCs, DJs, B.Boys, Grafitti e conhecimento, os 5 pilares do hip hop. E quem hypa o bloco Cortejo Afro é o diretor teatral Rodrigo Pitta. Rodrigo, primo de Alberto Pitta, dono do bloco, fez com o publicitário Pedro Tourinho o roteiro de um desfile-show com 350 performers. E o Asa, que tem o Dragão da Folia, maior trio de todos, sairá em pelo. Os fãs de Durval Lelys o-dia-ram intervenções dos anos passados e pediram que o bloco saia sem convidados. Por isso, o nome da música do trio é Dia do Águia.Talvez a maior força fashion brasileira esteja no Carnaval. É onde está nosso mais forte DNA para luxo, glamour - e, se assim for, o estilista Walério Araújo é o top do top. Figura excêntrica, esse Pernambucano radicado em São Paulo faz roupas sado-glam-chic e cria os cabeçotes mais absurdos da cena. Produzidas pelo stylist Wilson Ranieri, as designers Camila Sarpi e Isabella Giobbi usam cabeças de Walério, em look arrematado com maquiagem da artista sênior da M.A.C, Vanessa Rozan, que há 10 dias abriu no 2.633 da Augusta o Liceu de Maquiagem. O conceito é escândalo-chic, com foco nos olhos por meio de pigmentos cintilantes Na Marquês de Sapucaí, a breaking new é que a NovaSchin está garantida até 2011 como cerveja oficial do carnaval. O negócio foi fechado terça entre a Liesa e por Anuar Tacach e Carlos Perrone, da Agência Pepper. Neguinho da Beija-Flor vai, sim, puxar o samba de Nilópolis na Sapucaí. Mas apenas por alguns minutos. Está debilitadíssimo por um câncer. Atrás 33 pontos da Beija-Flor, a Grande Rio sairá no french touch com Wantuir puxando o samba Voilà, Caxias! para sempre Liberté, egalité, fraternité. Kieslowisky? Não, ano da França no Brasil - e quem sai como rainha de bateria é Paola Oliveira tentando bater a top Raissa Oliveira, de Nilópolis. Na Sapucaí, a Unidos da Tijuca, que subiu uma posição e está em 3 º lugar, sairá com o tema Uma Odisséia no Espaço, Galisteu como rainha da bateria - e o namorado Alexandre Iódice de chapéu Panamá na diretoria. O carnavalesco Luiz Carlos Bruno está apaixonado pela escultura de pégasus, feita de ferro e luz por Rossi, que vai voar pela avenida. A 4ª colocada, Mangueira, sai com um samba-quente e fácil sobre a formação do Brasil - e este é o grande trunfo, segundo a presidente Chininha. Mangueira está pensando no futuro da escola, por isso fez uma ala com 15 minicasais de porta-bandeira. A comissão de frente, com acrobatas numa bússola, vem para brigar com a do Salgueiro, de Renato Lage, que sai com a Intrépida Trupe. Já nas ruas de Santa Teresa, sai o bloco Carmelitas, batizado pelos peladeiros que, religiosamente, tomam birinites na esquina onde fica o convento das freiras. É um dos blocos mais pop do Rio. Não divulga o horário, mas tem saído bem cedinho, por volta de 16 h, da Dias de Barros, esquina com a Ladeira Santa Teresa. Será amanhã. A t-shirt deste ano é ?Obamica?, desenhada por Marcelo Vianna, com o rosto de uma carmelita negra. Partindo do princípio que a concentração é mais animada que o desfile, com cerveja rolando e coisa e tal, o Esquenta Mais Não Sai fica parado em algum bar da rua Ipiranga. E o samba é bom. Beth Carvalho é uma das organizadoras. Amanhã também, às 18 h, a estilista Isabela Capeto e Leandro da Sapucahy fazem seu esquenta-mais-não-sai na Dias Ferreira no bloco Sapucapeto.Bloco Que Merda é Essa?! tem as cores do Engov - amarelo e lilás. Sai domingo, às 13 h, da Garcia d?Ávila em direção ao Arpoador.O holandês Armin van Buuren e o francês David Guetta, DJs, ficarão entre em Maresias, onde tocam no Sirena, e Salvador, onde puxam o trio da Skol. Guetta está vivendo entre Paris, EUA e Londres para gravar disco que sai no verão gringo. "Estou experimentando misturas com R&B e fiz uma música maravilhosa com vocal feminino. O carnaval será o único break que tenho como DJ até o fim da gravação", empolga-se. "E acho que esta é uma época incrível para tocar porque, historicamente, as pessoas festejam mais em tempos de crise." Para Van Buuren, a crise não afetou o mercado de e-music: "Meu selo, Armada Music, está forte." Então, para onde vai a música eletrônica? "A tendência é haver mais performances ao vivo, em que músicos usam laptop, midi controller e ableton, para tocar mais o que produzem do que o que é produzido pelos outros", diz ele que quer hypar na avenida os remixes de seu álbum Image, que chega às lojas na próxima semana.ABRAVANATION - O artista plástico Rick Castro, maquiado por Lau Neves com make-tendência que estampa pele de bicho, já no vibe do 1.º Grito Gema de Carnaval, cujo dress code é ?animal prints e plumas? - totalmente escapista e outrageous. Será a festa moderna do Carnaval carioca, organizada pelos stylists Zé Camarano e Lu Lima, do canal virtual Gema. No quiosque Kanthagalo, Lagoa. Dia 23.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.