Em cena

HojeMayana Zatz, geneticista e pró-reitora de Pesquisas USP, fala hoje no Fórum Permanente de Debate sobre a Realidade Brasileira, promovido pelo Centro de Integração Empresa-Escola, sobre o papel que poderão representar células-tronco. Às 18h30Pulo do gatoAndré Esteves inicia na próxima semana, em 1º de setembro, sediado no 275 da Amauri, a operação de seu novo fundo, batizado no deboche de Back To The Game. A sigla BTG será, sim, mantida. Mas como abreviação de Banking and Trading Group, nome escolhido para operar séria - e internacionalmente. Toma lá: Na reunião anteontem entre tucanos-alckimistas que tentavam achar uma forma de cooptar de vez os tucanos-kassabistas, dois obstáculos foram detectados: Gabriel Chalita e Saulo de Abreu, ex-secretários de Alckmin no governo do Estado.Biblioteca: Luiz Schwarz vai abrir uma loja da Cia. da Letras, que terá staff da Livraria Cultura e administração de Pedro Herz. É uma aposta em varejo customizado, onde 100% do catálogo de 2,5 mil livros da editora serão colocados no sistema de entrega da Cultura.Pôr-do-sol: Costantino Bittencourt, um dos sócios do Fasano, prepara o terreno para que o hotel do grupo em Punta del Este engate nesta temporada como ponto hype. Em Los Negros, fazenda de Martin Brown comprada pelo grupo, Coqui e cia. montarão um QG, um bar para tardes embaladas a rosé e cleriquot. Outra freguesia: o fotógrafo Claudio Edinger agora entra para as letras. Acaba de escrever seu primeiro romance, Um Swami no Rio, que chega às livrarias brasileiras no próximo ano. A obra apresenta as aventuras de um fotógrafo nascido no Rio que acaba de se separar de sua esposa americana. Pas-de-deux: Santa Catarina está se tornando pólo da dança. Em Joinville já está abrigada a única unidade do Bolshoi fora da Rússia. Agora é a vez do grupo folclórico Mazowsze - Balé Nacional da Polônia. O governador Luis Henrique da Silveira assina amanhã em Varsóvia o acordo para abrir um braço da cia. em Criciúma. O investimento? R$ 5 milhões, que inclui a construção de uma sede.E.R.: Apesar da aparente saúde de ferro que demonstra em seus shows, Ivete Sangalo tem feito internações hospitalares misteriosas em Salvador.Leilão: O contrato com a Globo vence este ano e a Record está disposta a pagar R$ 12 milhões anuais pelo rei, Roberto Carlos. Desde que ele faça 4 shows ao ano. Nos dias de shows do Auditório do Ibirapuera, Dodi Sirena parecia gostar da idéia. Em 26 de setembro, Mart?nalia coloca no mercado Madrugada, novo disco, bom, mas que poderia ter muito mais. Deliciosamente desencapada, pediu letras para Marisa Monte e não foi buscar. E perdeu um disco inteiro com inéditas dado por Adriana Calcanhoto. Em compensação, quando subir ao palco terá boa moldura: pinturas de Fábio DelduqueGavarit pa ruski?Apresentado ao Brasil pela namorada Naomi Campbell, o incorporador russo Vladimir Doronin percebeu que há boas possibilidades para explorar no Nordeste e Amazônia. Para começar o ?jogo? comprou a cobertura do L?Essence, na Haddock Lobo. Por R$ 32 milhões O Vegas fez 3 anos e comemora com a festa V3: 3 anos, 3 meses e 3 dias, em 3 de outubro na Flex. Mas não é só, os sócios Facundo Guerra e Tibiriçá Martins abrem mais 2 bares e mudam o clube de endereço - e até de nome. Facundo conversou com o Estado:O nome da festa é V 3 The-Last Dance. Afinal, o Vegas vai fechar?Na verdade, essa é última festa fora do Vegas. Conseguimos o line up dos sonhos: James Murphy e Pat Mahoney, Glass Candy, Ewan Pearson, Efdemin, Camilo Rocha, Juliani, Luca Lauri, Magal e Mau Mau! O projeto, que começou com o Vegas, é uma narrativa com começo, meio e fim. A festa é o início do fim desse projeto, que, ano que vem, migra para outro ponto, com outro nome. Vai evoluir como Vegas 2.0 em outro espaço.Ouvimos que vocês têm projetos de bares...Procurando um ponto, demos de cara com um mercadinho na Augusta, aí vimos que o imóvel era dividido em dois. Na parte de traz, que estava fechada desde 1970, descobrimos um açougue dos anos 50 inteiro montado, com câmara frigorífica, trilhos e até as facas. Assinamos o ponto na segunda, vamos restaurá-lo e chamá-lo de Carniceria Z, o nome do açougue original. Mas a comida será vegie. A trilha sonora, com rádios online, um som específico para cada dia da semana, linkado à raiz musical do Vegas. Abre em dezembro.Como assim?Estou fazendo a curadoria das rádios online mais legais do mundo. Vamos tocar o que deu origem às músicas que se ouvem hoje nas pistas. Tem também outro bar no projeto.Qual é o estilo? Onde vai ser?Néon! Quando veio a lei da Cidade Limpa, eu e o Tibiraçá compramos todos os néons da Augusta. São incríveis, da década de 60. Estamos restaurando tudo, será uma Ode ao Néon, só que desta vez, nos Jardins. Estamos em busca desse ponto. No meio das artes, Ana Paula Cohen, 30, é um rosto conhecido. Já foi assistente dos curadores Ivo Mesquita e Adriano Pedrosa, trabalhou no kostheim de Munique e foi curadora da Bienal de Medelín. A coluna faz questão de apresentá-la à massa. Nomeada por Ivo Mesquita curadora-adjunta da 28.ª Bienal, Ana bateu um papo com o Estado: Fizeram tanto bas-fond por conta do vazio da Bienal e agora vemos que ela não é tão vazia assim. Pode fazer um raio-x da mostra? Desde que escrevemos o projeto estava claro que teríamos 40 artistas. Mas a mídia deu mais destaque para o segundo andar, proposto como vazio, e ficou a impressão. Uma das questões que pensamos é que a Bienal é muito ligada a seu edifício, que tem 30 mil m2 e foi feito neste formato nos anos 50. Mas hoje, a produção artística tem diferentes formatos. Muitos artistas produzem obras que não necessariamente estão contidas num só objeto. Encher um pavilhão com obras de muitos, primeiro custa muito. E qual seria o sentido de fazer isso hoje, já que muitas das práticas não precisam do formado estabelecido para arte moderna em que o espectador tem um contato passivo com a arte? Isso era para o começo do século 20. Qual a proposta, então?No térreo, Assumid Vivid Astrofocus propõe uma ativação da arquitetura por meio de uma festa em que o espectador tem uma energia criativa. Já o trabalho de Mabe Bethonico tem um outro tempo: desde 96 ela cria imagens para um colecionador fictício. Hoje são 3,5 mil. É necessário dar um outro tempo ao público para entender e isso vai de encontro com a idéia do Ivo de abrir para o arquivo Vanda Svevo. Para ele, a Bienal tem um museu imaginário que, em vez de guardado num espaço físico, está na cabeça das pessoas. Para mexer nessa questão, chamei um designer colombiano para fazer móveis que possam acolher o público de acordo com o trabalho que estiverem assistindo. Estamos pensando em especificidades para achar respostas para a pergunta: qual a função de uma Bienal?Na sua opinião, qual seria?Acho que a de São Paulo cumpriu o que foi proposto em 51, que era colocar a cidade e a arte em vivo contato com a arteinternacional. Tinhamos 2 museus na época. Hoje são 7. Mas ainda não tenho uma resposta. Estamos buscando, na Bienal e em conversas às quintas do MAC. Flash: A abertura de uma versão paulista do clube 1OAK (One of a Kind) em sociedade com Armandinho Lara Nogueira e Roberto Scafuro, da Heaven, está para ser assinada. Mas há mais uma razão para os empresários da noite de NYC, Jeffrey Jah, Richie Akiva e Scott Satriano pousarem em São Paulo na próxima semana: negociar abertura de um Butter. O restô já teve na Big Apple dias melhores, já o clube... é kid-chic. De qualquer maneira, o rapper Jay-Z, amigo do trio, fez um remix da música Blow the Whistle, onde inclui a letra When I?m not at Butter, I?m at 1OAK.Raízes: Bosque dos Direitos Humanos, Um Tributo à Vida. Já ouviu falar? O projeto propõe valorizar a cultura de paz por meio de uma parceria que envolve a organização de um espaço especial no Parque Anhangüera. Do início de domingo até às 15hs no Elevado Costa e Silva haverá uma manifestação em que serão expostas 2.183 mudas de árvores da Mata Atlântica, que serão replantadas pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. O número representa a estatística de homicídios nos dois trimestres de 2008, no estado de São Paulo.Fashionista: o acordo entre Eliana Tranchesi e as irmãs Miller, Sienna e Savannah, foi fechado há alguns meses. E anteontem chegou à Daslu o lote da Twenty 8 Twelve, marca que as duas assinam desde 2006, quando o empresário Carlos Ortega deu uma injeção de dinheiro para que abrissem em Notting Hill uma loja. Sienna é a atriz trendsetter, cuja data de aniversário - 28-12 - dá nome à marca. Savannah, três anos mais velha e nascida em Hong Kong, é ex-assistente de McQueen e estilista honorífica da Central Saint Martins em tricôs - o melhor da marca, como jeans produzidos pela Pepe.. Sim, Sienna, cujo style é referência, palpita na criação.

O Estadao de S.Paulo

28 de agosto de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.