Elton pilota astronave lotada de hits

Espetáculo Rocket Man, segundo com o preço médio mais caro de 2008, apresenta um artista multifacetado, um mestre pop

Jotabê Medeiros, O Estadao de S.Paulo

16 de janeiro de 2009 | 00h00

Elton John existem muitos. Tem quem prefira o Elton psicodélico e roqueiro dos anos 1960; outros querem o Elton soul e o Elton da disco music do final dos anos 70; outros se descabelam pelo Elton baladeiro dos anos 80 e 90; há quem queira o Elton John para crianças de O Rei Leão; outros buscam o Elton filantrópico e cortesão da corte da princesa Diana, que ganhou o título de Sir em 1998 e quebrou o protocolo, fazendo a rainha Elizabeth dançar consigo.Todos esses Eltons podem dar as caras amanhã à frente de 30 mil pessoas no Anhembi, no show Rocket Man - The Definitive Hits.É a noite em que Sir Reginald Kenneth Dwight, o Elton John, cavaleiro flamboyant da terra da rainha, vai reinar na zona norte de São Paulo. Your Song, Rocket Man, Tiny Dancer, Goodbye Yellow Brick Road, Sad Songs, Nikita, The Bitch Is Back, Daniel, Candle in the Wind (originalmente composta para Marilyn Monroe, que ele transformou em um hino para Diana Spencer), Can You Feel the Love Tonight: há um sucesso para cada tipo de admirador à espreita no show de Elton.A noite será aberta por James Blunt, afilhado artístico de Elton, que sobe ao palco às 20 h. "Ele foi o primeiro a me dar espaço no mundo da música e me orientou na carreira, indicando meu agente e minha equipe. É, além de tudo, um músico fantástico, que passou pelo teste do tempo", disse James Blunt. Elton John dá as caras às 22 h. O veterano cantor inglês de 61 anos (nasceu em 25 de março de 1947 em Pinner, Middlesex, Inglaterra), diferentemente de pop stars que experimentam gangorras do sucesso na carreira, sustenta sua popularidade desde o início, frequentando o Top 40 das paradas de sucesso com pelo menos um single entre os anos de 1970 e 1996, sem falhar. Mesmo enfrentando problemas comuns aos astros de seu porte, como a dependência crônica de álcool e cocaína nos anos 1970 e 1980, vício que degringolou em bulimia - Elton só viria a se livrar disso tudo em 1991, quando então abriu a Elton John Aids Foundation, para ajudar pessoas com o vírus da aids.Homossexual assumido, com uma união antiga com David Furnish, com quem se casou legalmente em 2005, Elton John tem tantos detratores quanto fãs. Suas baladas açucaradas e seu fascínio pelo overacting contribuem para isso, mas seus dotes musicais são reconhecidos até pelos mais rigorosos - em 2002, ele recebeu o título de doutor da Real Academia de Música, de Londres, pela contribuição à música pop.As novas gerações não o rejeitam sempre: ele já cantou com Eminem, notório militante homofóbico, e com o trôpego Pete Doherty, ex-Libertines e Babyshambles, e com o narcisista Brandon Flowers, do Killers. Excêntrico e divertido, Elton John adora causar. Ao comemorar seus 50 anos, em 1997, em Londres, no Hammersmith Palais, ele deu uma extravagante festa que teve entre os convidados o compositor Andrew Lloyd-Weber vestido de jogador de futebol, o produtor dos Beatles, George Martin, como nobre do século 16 e o apresentador de TV David Frost fantasiado de fantasma da ópera. Elton John apareceu com traje brocado do século 18 e uma peruca prateada de quase um metro de altura. O show do Anhembi não chega perto da suntuosidade do show de Madonna, mas tem uma produção requintada. O palco tem 450 metros quadrados, a iluminação conta com 100 moving lights, a potência de som é de 120 mil watts e o show mobiliza 45 toneladas de equipamentos. Ao lado do palco, haverá dois painéis de 5 metros por 6 metros.O show de Elton John em São Paulo será transmitido pela Globo, na televisão aberta, e, simultaneamente, no canal por assinatura Multishow. O cantor também é detentor do título de "o segundo ticket de show mais caro de 2008", de acordo com levantamento da Ticketmaster Entertainment - o show de Elton teve ingresso médio de até US$ 306, e o de Madonna chegou a US$ 378.Elton toca na segunda-feira no Rio. Depois, vai a Buenos Aires, onde se apresenta no estádio do Boca Juniors. Em seguida, passa por Santiago (Chile), Caracas (Venezuela) e Bogotá (Colômbia). A censura para o show de amanhã é livre. Menores de idade devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais maiores de idade. ServiçoElton John. Anhembi. R$ 250 (Premium esgotada). 20h. Venda bilheterias do Anhembi, portões 30 e 31, das 9h às 18h (hoje) e das 9h às 20h (amanhã)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.