Eduardo Kobra
Eduardo Kobra

Eduardo Kobra e Manabu Mabe encantam São Paulo com arte

Exposição inédita do artista japonês acontece no Farol Santander. Já o muralista Kobra participa da 8ª edição da Exposição da Paulista

Danilo Casaletti, Especial para o Estadão

29 de abril de 2022 | 05h00

Expo 

O muralista Eduardo Kobra participa da 8ª edição da Exposição da Paulista, que neste ano tem como tema Os 200 Anos da Independência e Nós, Trabalhadores, com 30 painéis que que homenageiam a classe trabalhadora brasileira. Entre as categorias retratadas por eles estão as de bancário, caminhoneiro, garçom, enfermeira, trabalhadora doméstica e gari. A curadoria é de curador Fernando Costa Netto, da DOC Galeria. Inauguração: dom. (1º). Ciclovia da Av. Paulista. Da Rua Augusta à Al. Campinas. Grátis. Até 31/5.

Cultura negra

A mostra Walter Firmo: no verbo do silêncio a síntese do grito faz uma retrospectiva da obra do fotógrafo carioca que retrata e exalta a população e a cultura negra do país. Com curadoria de Sergio Burgi e Janaina Damaceno, a exposição exibe 266 fotografias produzidas por Firmo desde a década de 1950. Além de retratos de anônimos e de personagens da cultura popular, há nomes da música brasileira, entre eles, Pixinguinha, Clementina de Jesus e Milton Nascimento. Inauguração sáb. (30), 11h. 3ª a dom., 10h/20h. IMS Paulista. Av. Paulista, 2.424, Bela Vista. Grátis. Até 11/9.

Artista japonês

A exposição inédita Manabu Mabe: Uma experiência reúne mais de 50 obras originais pertencentes ao acervo da família do artista japonês produzidas entre os anos de 1940 e 1990. Com conceito assinado por Ana Avelar e Marcella Imparato e organizado em cinco núcleos, a mostra pretende aproximar as obras de Mabe do público. Uma das ações será uma sala imersiva com vídeos e projeções.  Croquis e estudos inéditos também são mostrados, como as obras Paisagem da Bolívia (1965) e Lágrima de Anjo (1961). Inauguração: hoje (29). 3ª a dom., 9h/20h. Farol Santander. R. João Brícola, 24, Centro. R$ 30. Até 31/7. Ingressos.

De formas geométricas

A mostra Brota traz telas do artista underground paulistano Carlos Dias que, em um conjunto de óleo sobre tela, todos em pequenas dimensões, na qual parte de formas geométricas simples, como um círculo, por exemplo, para criar uma mitologia pessoal. A curadoria é de Julie Dumont. 19h/22h. Gruta. R. Vitorino Carmilo, 449, Santa Cecília. Grátis. Até 28/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.