E as contas não param depois da mudança...

Você encontrou a casa dos seus sonhos, no bairro que desejava, com o preço que cabia no seu bolso. Verificou toda a documentação do imóvel, acertou os pagamentos com o cartório e assinou o contrato. Tudo pronto, certo? Errado. Agora é hora de você se preparar para as despesas que a nova casa irá lhe trazer.Caso você tenha adquirido um apartamento novo, é preciso contar com as taxas de administração de condomínio e com os custos da ocupação do imóvel. Há muitos prédios que cobram um valor pela instalação de equipamentos de segurança, por exemplo. Além disso, não esqueça de computar a mensalidade do condomínio em seu orçamento.Nos imóveis usados, as despesas iniciais também não costumam ser baratas. Muitas vezes, é necessário fazer uma reforma para deixar a casa em condições de uso. Nessas situações, problemas com encanamento ou fiação tendem a aparecer poucos meses depois da mudança."É importante fazer um planejamento detalhado das despesas de moradia", recomenda Wilson Gomes, consultor da Associação Brasileira de Moradores e Mutuários (ABMM). "Isso evita que o cliente se atrapalhe com os gastos e comprometa as prestações da casa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.