Domingo: uma nova Maria Isabel

O consagrado chef Alex Atala vai dar uma aula que parte de uma receita brasileira tradicional, a Maria Isabel. Preparada de jeitos diferentes de acordo com a região, mas tendo como base o arroz, ela será apresentada em nova variação gastronômica: o chef vai analisar procedimentos empíricos, feitos país afora, explicá-los e propor uma versão mais técnica (ainda que tão saborosa quanto) do prato. Maria Isabel e suas muitas faces: Do empirismo à racionalidade. Dom. (7), 18h30. R$ 150.DOMINGO7/6AULAS11hAmargo: o resgate de um gostoMara Salles, Neide Rigo e Ana SoaresAs três mulheres vão mostrar receitas que abordam ingredientes e sabores que muitas pessoas não prestam mais atenção. Produtos como jiló, com seu amargor típico, serão protagonistas desta aula executada a seis mãos. R$ 60.11h30 Sabores fortes, mas com leveza: o peso na cozinha do MocotóRodrigo OliveiraO chef do Mocotó manteve em seu restaurante os pratos potentes e substanciosos servidos desde a fundação da casa. Contudo, o jovem cozinheiro investiu na leveza e na modernização das receitas, criando uma cozinha ao mesmo tempo atualizada e de forte identidade nordestina. Alguns desses segredos e técnicas ele revela na aula. R$ 60. 15h Minas e sua simplicidade nada trivialNelsa Trombino e Luiz Emanuel Chef e proprietária do Xapuri, Nelsa é uma especialista na cozinha mineira. Luiz, chef do bistrô Allez, Allez!, também nasceu em Minas, e voltou às raízes com o novo restaurante Chafariz. Neste diálogo de gerações, eles vão falar de doçaria e de pratos consagrados. R$ 80. 15h30Como se diz terroir em São Gabriel da Cachoeira?Conde Aquino e Dona Brazi Salomão Aquino Conde e Dona Brazi vêm da região do Rio Negro, no Amazonas. Ele, cozinheiro e dono de restaurante. Ela, quituteira. Com produtos praticamente desconhecidos no Sudeste e muita originalidade, eles vão mostrar receitas que usam o tucupi preto, a saúva e muitos outros ingredientes preciosos. Entre os pratos que eles ensinam a fazer estão ?Mujeca? (uma sopa de peixe), ?Peixe no Caruru? e variações de preparo do pescado com folha de bananeira e ao caldo de tucupi. R$ 60.16h30A alta cozinha camponesa do Els Casals Oriol e Miguel RoviraO chef Oriol vive no interior da Catalunha e é protagonista de uma experiência notável. Mantendo tradições de sua região e pesquisando produtos locais (entre eles, frangos e porcos de raças regionais), ele desenvolveu com sua mulher, Marta, uma cozinha rigorosa, aberta às influências da nova gastronomia espanhola, mas de alma camponesa. Não é por acaso que os Rovira têm uma estrela Michelin. No Laboratório, Oriol virá acompanhado do irmão Miguel. Juntos, eles mostram a mistura de vida rural e modernidade. R$ 120. 17h30 A evolução do petisco mineiroEduardo Maya Pelas mãos do chef e empresário Maya, o festival ?Comida di Buteco? partiu de Belo Horizonte, em Minas, para conquistar outras capitais. Celebrando pratos simples tradicionais e quitutes de alma popular, o festival já tem dez anos. Maya vai contar essa experiência e mostrar receitas que ilustram o dinamismo dessa vertente gastronômica, que não dispensa o humor na denominação dos tira-gostos - entre eles, ?Dona Berinjela e Seus Dois Quitutes?, ?Matula do Tropeiro? e ?Língua do Careca?. R$ 50. 18h30Maria Isabel e suas muitas faces: do empirismo à racionalidadeAlex AtalaR$ 150.DEGUSTAÇÕES11hVinhosO lote 43 de 1999 a 2007Saul Galvão, Luiz Horta, Didú Russo, José Luiz Pagliari, Sérgio Inglez de Souza e Alvaro Cézar GalvãoUm dos principais vinhos brasileiros, o Lote 43 (produzido pela vinícola Miolo), será objeto de uma análise inédita. Os seis enólogos acima mencionados vão fazer uma degustação vertical de todas as suas safras até hoje, apreciando sua capacidade de evolução e de guarda e as modificações técnicas que a vinicultura sofreu neste período. R$ 60. 14h30CervejasCerveja, malte, lúpulo e... ingredientes brasileirosRoberto FonsecaNesta aula sobre cervejas com ingredientes nacionais, o jornalista e colunista do Paladar fala das bebidas que passam longe dos corantes e essências artificiais. Fonseca mostra que há toda uma escola de produtores - que envolve desde microcervejarias a fabricantes caseiros e universidades - apostando em ingredientes locais, adicionados a cervejas de influência europeia. A gama de produtos vai da rapadura ao pinhão, passando por matérias-primas como gengibre, café e mandioca. R$ 50.18h30Vinhos Pratos brasileiros e vinhos nacionaisAlvaro Cézar GalvãoNem sempre os pratos brasileiros, como a moqueca e o churrasco, são simples de harmonizar com vinhos. Nesta degustação, o especialista Álvaro Cézar mostrará alguns pratos e uma ampla possibilidade de combinações com diferentes estilos da bebida. R$ 60.18h30CervejasBelgas made in BrazilRoberto FonsecaMinas tem dubbel e tripels; Santa Catarina, uma Strong Golden Ale e uma belgian dark strong ale, assim como o Rio Grande do Sul. Correndo por fora da forte influência alemã na produção cervejeira no Brasil, começa a tomar corpo em território nacional uma escola belga, com cervejas complexas, potentes e bastante variadas. R$ 50. PALESTRAS15hA rota do queijo mineiro (Cerro, Canastra e Serra do Salitre)Rusty MarceliniO viajante, cozinheiro e cineasta Marcellini vai mostrar produtos e peculiaridades das três regiões mineiras - sobre as quais, junto com o diretor Helvecio Ratton, ele produzirá um documentário.R$ 30.17h Como criar D.O.Cs no Brasil?Roberto Smeraldi O especialista Smeraldi vai falar sobre ingredientes regionais e seu potencial gastronômico e de mercado. Afinal, como o Brasil vai conseguir aprimorar critérios de elaboração e apreciação de seus produtos, criando denominações de origem controlada? R$ 30.DEGUSTAÇÕES DO GRAND HYATT11hVinhos Gregos Charlie ArturaolaSala Degustação Internacional. R$ 90. 14h30Vinhos Argentinos Casa Bianchi Charlie ArturaolaSala Degustação Internacional. R$ 120. 16h30Vinhos Californianos Ennio FedericoSala Degustação Internacional. R$ 120.ALMOÇOS E JANTARES DO GRAND HYATT12h30 Churrasco do Mercosul - BrasilBaby Beef Rubaiyat São três escolas de churrasco, com cortes e estilos diferentes. Você escolhe o seu preferido. Aqui, representando o Brasil, quem pilota a grelha são os assadores do restaurante Rubaiyat. Almoço com apresentação de música brasileira ao vivo. Restaurantes Grand Caffè. R$ 160. 12h30Churrasco Mercosul - ArgentinaFernando Trocca e Dolli Irigoyen Dois grandes nomes da cozinha argentina estão juntos em um almoço com música argentina e uruguaia ao vivo. Fernando Trocca, do Sucre e do Gaucho, de Londres, mostra o estilo portenho de grelhar a carne. Restaurantes Eau. R$ 160. 12h30Churrasco Mercosul - UruguaiLuis Acuña e Dolli IrigoyenO uruguaio radicado em Buenos Aires Luís Acuña é dono da famosa churrascaria El Pobre Luís e mostra como se assa à maneira de sua terra natal.O almoço terá música argentina e uruguaia ao vivo. Restaurantes Kinu. R$ 160.

, O Estadao de S.Paulo

02 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.