Diretora reina, mas quem governa é Adam Goldberg

Ator é preciso e engraçado neste filme naturalista com boas observações

Crítica Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

14 de março de 2008 | 00h00

Loira e bela, a atriz francesa Julie Delpy já havia compartilhado com o diretor Richard Linklater e seu colega ator Ethan Hawke a indicação para o Oscar de roteiro original, por Antes do Pôr-do-Sol. Tendo estreado sob a direção de Jean-Luc Godard, ela foi depois musa de Krzystof Kieslowski e Volker Schlondorff, trabalhando com a nata do cinema europeu. Como atriz, roteirista e diretora, Julie não decepciona em 2 Dias em Paris, que estréia hoje. Assista ao trailer de 2 Dias em ParisDizer simplesmente que o filme não decepciona pode preparar o espectador para ver alguma coisa ''mediana''. Seria injusto colar este rótulo ao trabalho de Julie. Ela fala aqui sobre o que sabe - as diferenças culturais entre a América e a Europa, a forma como os norte-americanos vêem a França e, principalmente, Paris. No ano passado, estreou nos cinemas Paris, Eu te Amo, justamente sobre como diretores de todo o mundo lançavam seu olhar de estrangeiros sobre a chamada ''cidade-luz''. 2 Dias em Paris poderia ser um episódio estendido daquele filme. Julie faz esta garota francesa - e parisiense - que leva o namorado norte-americano para conhecer os pais. O filme é sobre pontos de vista - o dela, o do namorado.Sendo um filme sobre a diferença, 2 Dias em Paris recorre às vezes à lente do exagero para criar efeitos cômicos. Na entrevista ao lado, Julie Delpy explica o porquê do humor. Seus grandes filmes - com Kieslowski - são tragédias modernas. 2 Dias em Paris está mais próximo do espírito de seus filmes com Linklater (houve também Antes do Amanhecer). É um filme sobre casais, relações, sobre um sujeito (Adam Goldberg) que se sente observado e, mais do que isso, estranho nesta cultura que não é a sua, onde taxistas podem ser abusados e o sexo é encarado com tanta naturalidade que ele, de repente, está falando sobre os ex de sua namorada.O naturalismo dá o tom da conversa, as observações são boas (umas mais que outras), Julie é aquele show de beleza, mas o filme é de Adam Goldberg. Julie queria alguém que fosse engraçado nos momentos de dor ou raiva. Ele é.Serviço 2 Dias em Paris (2 Days in Paris, França-Alemanha/2007, 96 min.) - Comédia. Dir. Julie Delpy. 14 anos. Cotação: Bom

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.