Diretor russo faz exigência a Madonna

O diretor do Museu Hermitage da Rússia, Mikhail Piotrovski, exigiu que a cantora Madonna evite cometer sacrilégios no show que fará em 2 de agosto na praça do Palácio de São Petersburgo. "Pedimos garantias de que, na praça do palácio, não haja nenhum ato sacrílego. Podem me acusar de violar a liberdade de expressão, mas nesta praça temos um anjo com a cruz", disse Piotrovski. Ele lembrou que na turnê Confessions Tour, de 2006, o Vaticano criticou a crucificação ao vivo de Madonna durante a música Live to Tell. Segundo o diretor, a praça onde fica o Hermitage não é o local ideal para shows como o de Madonna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.