Direto da fonte

O sexo nos códigosSão remotas as chances de o STF alterar a decisão tomada pelo STJ - e que deixou muita gente indignada - pela qual não é crime pagar por sexo a menores de idade. A avaliação é de um jurista muito próximo do Supremo.O caso ocorreu no Mato Grosso do Sul, onde dois jovens levaram três adolescentes a um motel. Como elas "já eram prostitutas reconhecidas", o tribunal entendeu que o episódio não configura abuso ou submissão, definidos no art. 244 A do Estatuto da Criança e do Adolescente.O sexo nos códigos 2O mesmo jurista, no entanto, estranha. Por que não usaram o art. 218 do Código Penal? Ele prevê pena de um a quatro anos para quem "corromper ou facilitar a corrupção de pessoa maior de 14 e menor de 18 anos, com ela praticando ato de libidinagem, ou induzindo-a a praticá-lo ou presenciá-lo".Olha ele aí...Sumido, o procurador Luiz Francisco volta à cena. Avisa que vai recorrer da decisão do Conselho Nacional do Ministério Público segundo a qual ele usou o cargo de procurador para perseguir Eduardo Jorge. Vai alegar... prescrição de prazo para a decisão.Cão raivosoAvança no Senado projeto para responsabilizar criminalmente donos de cães que atacarem pessoas. Além de punir circulação de cães perigosos sem focinheira ou coleira.Tipo coruscanteAproveitando-se da história de Kimberley Vlaeminck - que disse ter dormido em sessão de tatuagem e acordado com 56 estrelas no rosto - os "ideias prontas" inovaram. Criaram o "Kimberlizer", programa na internet que mostra como fica o "seu" rosto lotado de estrelas. Pior que o sonetoDe nada adiantou o Banco Bradesco de Investimentos estender até ontem, às 4 horas da tarde, o prazo das reservas para a oferta de ações da Visanet.Os investidores de varejo continuaram a ver navios. Não tiveram tempo hábil para migrar para as poucas corretoras "varejistas" credenciadas. Das nacionais, a Concordia - minicorretora que ficou de fora no negócio Sadia/Perdigão -, foi exceção. Dupla jornadaA visita de Guido Mantega a Washington não será restrita à conversa com o secretário do Tesouro Timothy Geithner no dia 1º.Na tarde seguinte, ele se encontra com dirigentes do FMI para conversar sobre o aporte de US$ 10 bilhões a ser feito pelo Brasil.ReviravoltaHelio Castro Neves será o garoto propaganda do etanol brasileiro nos EUA.A convite de Lula.So hard to do it Agências de viagens que organizam cursos de extensão para jovens na Inglaterra estão de cabelo em pé. A embaixada inglesa estabeleceu "regime de terror" para liberar vistos para adolescentes.Cartas de protesto estão sendo enviadas às escolas de lá, pedindo que ajudem. Secreto, mas antigo O "ato secreto", que invadiu a política de Brasília como novo personagem, é na verdade um adolescente já em seus 14 anos de vida. Veio à luz - ou à sombra? - nos estertores da ditadura, em janeiro de 1985, graças a um trem da alegria que tinha entre seus mais de 50 passageiros a jovem Roseana Sarney - cujo pai era, então, candidato a vice-presidente na chapa de Tancredo Neves.Outro da lista era um primo de José Agripino Maia, que então governava o Rio Grande do Norte. Mas, dado o tempo de viagem, pode-se dizer que os 633 atos agora detectados até que foram pouco.No que vai dar tudo isso? Em nada, dizem no cafezinho do Senado. Teria de haver outro José Sarney disponível, e não há nenhum. Seu vice, Marcone Perillo, não é aceito no Planalto. O PMDB não tem nomes que mantenham a base aliada unida em torno de Lula. E o PT, sem força na casa, prefere deixar como está.Na frenteGlória Maria está dedicada a trabalhos sociais em creche de Salvador. Tão dedicada que foi vista, fim de semana, em shopping da cidade, embalando um bebê no colo. É com a Orquestra Bachiana Filarmônica que a Hebraica abre série de Concertos Internacionais. Sábado.Bem na foto, o iatista Robert Scheidt entra para o time de embaixadores da Rolex.Surpresa total. Lançado segunda no YouTube, o trailer de Besouro - primeiro longa de João Daniel Tikhomiroff - teve mais de 83 mil acessos.Maria Alice e Michael Klein pilotam segunda, no Oscar Café, homenagem aos arquitetos Mario Celso Bernardes e Antonio Ferreira Junior.Copa é Copa, mas o que não é Copa não é Copa. Essa foi ordem, quarta, no Consulado dos EUA. Enquanto os EUA batiam a Espanha, todo mundo trabalhava normalmente.Protesto mudo colado na carroça de um catador de papel que circulava anteontem pelos Jardins: "Se eu pudesse, reciclava os políticos". Direto da fonteColaboraçãoDoris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.brGabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.brPedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.brMarilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.brProduçãoElaine Friedenreich

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.