Direto da fonte

Saúde eleitoral, desafio de DilmaO problema médico de Dilma Rousseff atrapalha o seu futuro político? A coluna foi atrás de três figurões do ramo. Suas respostas:Antonio Lavareda, MCI: "Atrapalha sim, porque ela ainda é pouco conhecida. A doença introduz a incerteza e cria um fato novo para o eleitor reavaliar."Marcia Cavallari, Ibope: "Tudo dependerá da gravidade da doença. Como está hoje, o impacto é quase nada. Mas se se agravar, o eleitor se lembrará de presidentes que eram vices, como Sarney ou Itamar, e a escolha do vice de sua chapa será fundamental."Ricardo Guedes, da Sensus: "Saúde precária não combina com a dureza de uma campanha presidencial. E os eleitores mais velhos ainda têm na memória o drama de Tancredo."Doce esperaJosé Serra descobriu fórmula para conciliar compromissos com atrasos. Convocou Alex Atala para cuidar do jantar da quinta em Palácio, no 1º aniversário do Instituto do Câncer do Estado. Os 400 convidados se distraíram com minidegustações até 22h30 sem reclamar.Casa nova Semana feliz para o pessoal ligado à ciência no Rio: a Secretaria da Fazenda vai para a Presidente Vargas, ao lado do BC, e deixa o suntuoso Clube Alemão Ultramarino, onde estava, para a Academia Brasileira de Ciência. Pedida por Sergio Cabral, e agora aprovada pela Assembléia, a mudança deve ocorrer em 2010.Frente duplaO Ministério Público, que investiga desde janeiro as interceptações telefônicas pedidas por delegados do Estado, elabora um laudo com duas frentes. Vê primeiro se a polícia faz grampos dentro dos limites da lei.E segundo, qual o grau de eficiência dessas práticas.Casamento incertoA desembargadora Cecília Mello e o psiquiatra Valentim Gentil decidiram aproximar o meio jurídico do psiquiátrico. Trouxeram para seminário o americano Pete Earley, autor do livro Loucura - O Insano Sistema de Saúde.Segunda opiniãoPoucos sabem mas Rubem Fonseca, que acaba de deixar a Cia. das Letras, foi escolhido por Chico Buarque para ler o seu Leite Derramado antes da publicação. Fonseca, aliás, tem sido disputado a tapa pelas editoras.MeTubeO Itamaraty está fazendo diplomacia... no YouTube. Montou o canal para divulgar o que fazem e pensam Celso Amorim e diplomatas dos postos-chave. E já está lá a frase dita anteontem pelo ministro: "Lula é o cara, e o Brasil é o País".Mulheres 2001Dentro do Ano da França no Brasil, o multimídia Titouan Lamazou abre segunda, na Oca, sua mostra Mulheres do Planeta. Após sete anos de pesquisa e com curadoria de Guilherme Korte e Heitor Reis.À prova d?águaSe depender da Coca-Cola, o Festival de Parintins, no Amazonas, vai acontecer normalmente no último fim de semana de junho, com qualquer tempo.Fome zeroOs índios que deixaram o acampamento-protesto, ontem, levaram no estômago as... carpas do lago do Ministério da Justiça. Grelhadas. País precisa dar segurança para técnicosNo mundo inteiro, os BCs estão salvando bancos e ninguém duvida da necessidade e importância disso. O Fed americano colocou US$ 29 bilhões no Bear Sterns e todos aplaudiram.É consenso também que não terem salvo a Lehman Brothers foi o que detonou a megacrise. Ben Bernanke e sua equipe, no Fed, aprenderam a lição e o governo dos EUA está direcionando trilhões de dólares a outros resgates para manter de pé o sistema financeiro. No Brasil, no entanto, a história é diferente. Autoridades estão sendo processadas por terem adotado medidas do gênero, contra ameaças ao sistema. Uma delas, a passagem do câmbio fixo para o flutuante, em 99, gerou ações infindáveis. Outra, a do Proer - que limpou exemplarmente o sistema financeiro - deflagrou processos gigantes contra seus autores no BC. Lula e os petistas, que demonizavam tal ajuda, admitem hoje: o Proer salvou o Brasil.Essa carga de ações na justiça tem desestimulado técnicos competentes de aceitarem cargos no BC. E foi por perceberem esse fenômeno que PT e PSDB costuraram, na MP 449, uma emenda providencial: a anistia aos que, no exercício do cargo, tomaram atitudes como as de Bernanke e do FED. Há quem diga que a emenda foi bem montada e que a "exclusão da ilicitude" (prevista no Código Penal) só se aplica se não houver dolo. Outros dizem que não, que ela abre brechas para salvar pessoas como Salvatore Cacciola. Como se o acordo feito por Tarso Genro com autoridades de Mônaco, já não tivesse feito isto: o banqueiro foi liberado dos demais processos.De fato, o que o País mais precisa é proteger seus técnicos para que façam, sem medo, o que têm que fazer.Cara NovaAndréa Cassolari e Scott HaymanDesde de pequena, Andréa queria seguir os passos da família e se perder na arte de fazer penteados. Mas tanta certeza acabou assustando a moça que resolveu, pós-formada, debandar para Londres. Depois de cursos em salões renomados e um ano de experiência, voltou cheia de ideias e casada com colega de profissão Scott. Sobre as brasileiras? "Muito sensuais e também mais conservadoras nos cortes." Na frenteFabio Fernandes aceitou. Convidado por Roberto Dinamite, assume a vice-presidência de marketing do Vasco. Com o recorde de 4 mil crianças inscritas, acontece hoje a Corrida Pão de Açúcar Kids. No Ibirapuera. E não é que Arnaldo Jabor escolheu um Matarazzo, Jayminho, filho de Jayme Monjardim, para interpretá-lo quando jovem? Em seu filme A Suprema Felicidade.Miguel Rio Branco apresenta seus trabalhos, a partir de terça, na Galeria Millan.Marieta Severo, Debora Bloch, Serginho Groisman, Irene Ravache, Marisa Orth, mais Luis Fernando Guimarães participam da campanha de 10 anos da Sou da Paz. Assinada pela DM9DDB e produzida pela Cine.Chiara Gadaleta é a nova aquisição do GNT para o programa: Tamanho Único. Fernando Vilela, Stela Barbieri, Solange Cailliez inauguram mostra, amanhã, na Galeria Graphias.Dia 16, acontece o XII leilão Internacional Luzo-Brasileiro. Organizado por Victor Oliva. Na Coudelaria Ilha Verde. Mais comemoração dos 80 anos de Hebe na casa de Angelica e Luciano Huck. Sob o olhar orgulhoso da namorada Susana Vieira, Sandro Pedroso fez até... Mágicas .Direto da fonteColaboraçãoDoris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.brGabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.brMarília Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.brProdução Elaine Friedenreich

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.