Direto da fonte

Pacote Obama e o teste do stress Apesar do otimismo inicial dos mercados com o novo pacote americano, que prevê ajuda de até US$ 1 trilhão aos bancos, muita gente de peso no setor - tanto no Brasil como lá fora - tem sérias dúvidas. E acredita que todo esse exercício de Barack Obama para evitar uma nacionalização mais explícita dos bancos não terá grande efeito. Primeiro, porque não interessa aos bancos vender uma parte de seus papéis podres - os incluídos no programa de empréstimos e não securitizados. É que eles colocaram esses papéis em seus balanços com deságio mínimo. Estima-se que, para esta classe de ativos tóxicos, a provisão feita foi de 4% a 5%. Uma irrealidade. Se tiverem que admitir o preço real, terão de provisionar muuuito mais . E para isso, terão de recorrer ao Tesouro americano em escala ainda maior. Pacote Obama e o teste do stress Apesar do otimismo inicial dos mercados com o novo pacote americano, que prevê ajuda de até US$ 1 trilhão aos bancos, muita gente de peso no setor - tanto no Brasil como lá fora - tem sérias dúvidas. E acredita que todo esse exercício de Barack Obama para evitar uma nacionalização mais explícita dos bancos não terá grande efeito. Primeiro, porque não interessa aos bancos vender uma parte de seus papéis podres - os incluídos no programa de empréstimos e não securitizados. É que eles colocaram esses papéis em seus balanços com deságio mínimo. Estima-se que, para esta classe de ativos tóxicos, a provisão feita foi de 4% a 5%. Uma irrealidade. Se tiverem que admitir o preço real, terão de provisionar muuuito mais . E para isso, terão de recorrer ao Tesouro americano em escala ainda maior. Quem falará Gordon Brown vai abordar pela primeira vez em público a reunião do G-20 aqui no Brasil. Mais precisamente, segundo o embaixador Sergio Amaral, em seminário na Faap, quinta, depois do encontro com Lula. Vai ser quente. Falar é perigoso Em palestra na FMU, em São Paulo, José Sarney falou anteontem da alegria por ver "um preto" chegar à Presidência nos EUA. Ao perceber os cochichos, corrigiu: "Um negro, desculpem. É que, falando uma hora inteira, eu tinha mesmo de cometer alguma gafe." Recorde olímpico Em almoço com o ex-nadador Alexander Popov, em Moscou, Marcos Vilaça ficou sabendo que o Comitê Olímpico Internacional - do qual o campeão russo participa - tem um "buraco" recorde em suas contas. De US$ 1 bilhão. Holofote A praça Roosevelt vai ganhar um miniteatro. Duas salas multiuso, que terão também sessão da tarde, abrem-se dia 13, para convidados, com a peça Bem-Aventurados os Anjos que Dormem. Para o público, dia 17. Longo, o voo Chesley Sullenberger, piloto do pouso de emergência no rio Hudson, é rápido no gatilho. Mal ficou famoso... e vai lançar sua autobiografia. Os EUA são aqui O embaixador americano Clifford Sobel ( que acaba de ser escolhido Homem do Ano pela Camara Brasil-EUA) deu ontem informação positiva: "Cresceu, e muito, o número de interessados que me procuram para se estabelecer no Brasil", disse, em conversa informal. Pelo lado brasileiro, a escolha é José Sergio Gabrielli. Causa nobre A embaixatriz Barbara Sobel montou o Americas Amigas, para fortalecer os laços Brasil-EUA. E a primeira missão está na rua: combater o câncer de mama. Aliada a Maria Antonia Civita e Andrea Pereira, entre outras, ela quer mais que conscientizar a população: o grupo busca recursos para a compra de mamógrafos. Programa parecido a outro nos EUA, onde a fatalidade da doença se reduziu a 16% dos casos. "Aqui, ela chega a 44%", lamenta Barbara. O programa já tem a adesão de Jorge Gerdau, Jose Safra e Nizan Guanaes. E espera agregar outros em jantar beneficente, dia 27, no Hotel Grand Hyatt. Causa nobre 2 Mas a falta de conscientização não se restringe à população mais pobre: 50% das clientes da Golden Cross com mais de 50 anos não fazem mamografia há mais de dois anos. Preocupada, a empresa enviou 108 mil cartas para lembrá-las da importância do diagnóstico precoce. Na frente Muito abatida, Luana Piovani chegou a bordo de um PT Cruiser para a audiência com Dado Dolabella, anteontem, no Rio. Presente de aniversário dado à atriz pelo réu. O mentor da campanha virtual de Barack Obama, Michel Becker, desembarca por aqui semana que vem. Para palestra no Mobile Marketing Forum. Roberto Carlos ganhou camarim de 30m², anteontem, no Itaú Cultural. De lá anunciou os shows que marcarão seus 50 anos de estrada. O start, lógico, é em Cachoeiro do Itapemirim. Com corte no queixo e dedo quebrado, por causa de um tombo, Augusto Boal embarcou para Paris. Onde receberá homenagem da Unesco. A exposição Palavras Sem Fronteiras, com base no livro homônimo de Sérgio Corrêa da Costa, estreia dia 6. No Museu da Língua Portuguesa. O cineasta e imortal Nelson Pereira dos Santos é o homenageado do Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro, dia 14. A polícia da Nigéria prendeu um homem com 100 sacos de maconha. Nada de mais, se o meliante não tivesse... 114 anos. Direto da fonte Colaboração Doris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.br Gabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.br Pedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.br Marília Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br Produção Elaine Friedenreich

Sonia Racy, O Estadao de S.Paulo

25 Março 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.