Direto da fonte

Serra guincha pedágio urbano Foi a estratégia, mais que o mérito, a razão de José Serra mandar retirar o pedágio urbano do projeto que cria a Política Estadual de Mudanças Climáticas. Atento à reação negativa dos paulistanos, assim que voltou de férias ele reavaliou a questão e concluiu que o tal pedágio - que ninguém quer, na Assembleia e fora dela - estava atrapalhando a discussão do projeto em si, onde há muitos outros pontos importantes.Pedágio urbano 2 Na prática, isso quer dizer que sobrou para Gilberto Kassab a missão de propor o pedágio - que foi retirado às pressas do debate eleitoral, no ano passado. É uma causa ingrata, mas os especialistas a apontam como única saída para melhorar o trânsito na cidade. Outra solução seria tirar de circulação os carros que não pagam IPVA. Mas, além do problema legal de apreendê-los, existe outro, de ordem prática: cerca de 40% dos carros estão irregulares. Onde o Detran colocaria tanto carro? Quem sabe, com a crise, as montadoras possam alugar seus pátios vazios...Eles, os estataisA CEF está sendo atacada pela mesma síndrome do Banco do Brasil. Está cedendo aos olhos verdes do Banco Panamericano, como o BB cedeu aos do Votorantim.Alerta amareloMuita discussão sobre spread bancário e nenhuma sobre o que vai fazer o Ministério da Fazenda quando o rendimento da poupança ultrapassar o das aplicações financeiras. Segundo um dos pais da meta de inflação, Sergio Werlang, do Itaú/Unibanco, a redução dos juros deve abrir espaço para que isso ocorra antes de julho.Estranha, a vidaNão dá para entender. Enquanto Obama usa a palavra catástrofe em sua primeira entrevista coletiva - expressão forte para um presidente americano -, a Bovespa registrou a entrada de mais de US$ 1 bilhão de recursos estrangeiros entre 2 e 5 de fevereiro. Social clubNa reunião ministerial da semana passada, Fernando Haddad e Patrus Ananias convenceram Lula a convocar outro encontro antes do carnaval. Mas, desta vez, só com os ministros da área social. Quebra pratosPara aumentar o universo de hóspedes brasileiros, chega na próxima semana ao Brasil Nikolas Ioannidis, dono de um dos mais sofisticados hotéis em Mykonos, o Belvedere.Onde os brasileiros já respondem por 10% da ocupação.O herdeiro de tudoBarack Obama herdou a maior crise econômica dos últimos 80 anos, sucedendo a um governo que duplicou a dívida do governo em oito anos. Mas, ao falar à nação anteontem, não fez menção a nada parecido com herança maldita. E olha que teria tudo para.Ao defender seu pacote, não reclamou de George Bush, das duas guerras, do descontrole do mercado financeiro ou do corte dos impostos dos ricos. Ainda assim seu projeto foi retalhado no Congresso e seu sonho de transcender as diferenças partidárias não sobreviveu a duas votações em duas semanas.Como resume atento observador: sendo quem é, ou se revela um superpresidente ou terá pela frente anos para Cristo algum botar defeito. ReclameLuca Luciani, da Tim, faz sentir efeito da nova gestão.Acaba de escolher as agências NeoGama, de Alexandre Gama, e McCann Erickson, de Luca Lindner, para cuidar da conta. Estimada em muitos milhões.Vem Conselhão?Mario Cohen, presidente do Auditório Ibirapuera, almoça hoje com o cineasta Bruno Barreto. Mudanças à vista.Estrada modeloLuiza Brunet está prestes a virar nome de rodovia. A Assembleia do Mato Grosso do Sul discute hoje projeto que dá seu nome à MS-156, entre Dourados e sua terra natal, Itaporã.Nobre, o horárioJayme Monjardim começou um tour pela Jordânia e por Jerusalém. Vai escolher locações para Viver a Vida, de Manoel Carlos. A próxima novela das 21hs.Versão bolivarianaSaiu no Diário Oficial. A Venezuela entrou, na terça, para o seleto grupo de países que têm acordo de extradição com o Brasil. Pergunta que não quer calar: se uma versão bolivariana de Cesare Batisti aparecer por aqui, como agirá Lula? Na frenteA The Week São Paulo inaugura, em fevereiro, o espaço Club Chandon. Serão 8 minicamarotes na área vip da casa, onde serão servidas as suas concorridas garrafas de 3 litros. Na PUC paulista não se fala de outra coisa. Sabe como chama o vice-reitor responsável pelas decisões sobre trote dos calouros? Hélio... Deliberador. O chef Alex Atala chega de Milão com novo prêmio na mala: o Alma Award, que lhe conferiu a escola Alma Alumni, no Identità Golose.Quem desembarca na sexta é Marie Ruckie, da Studio Berçot, Paris. Para curso na Escola São Paulo e no Shopping Iguatemi.Marilia Gabriela entrevista Hebe Camargo. A conversa vai ao ar dia 8 de março, exatamente quando Hebe completa 80 anos.Correções: o baile-carnaval de gala da Vogue acontece na sexta-feira, no Unique. A Liga Solidária, católica, e a judaica Unibes se unem em parceria beneficente: a pré-estreia da Noviça Rebelde, 18 de março, no Teatro Alfa. Atenderá a projetos de mais de 10.400 pessoas. A Skol contratou a banda Jammil para uma "canja" no seu camarote em Salvador. A Cosac Naify lança sábado, na Estação Pinacoteca, o livro Paulo Monteiro. Com debate. Hoje é o Dia do Zelador. Que seria dos vereadores, se não tivessem essas coisas para cuidar?Direto da fonteColaboraçãoDoris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.brGabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.brPedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.brProduçãoMarília Neustein e Elaine Friedenreich

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.