Direto da fonte

Cadastro do bemNa briga pela redução dos spreads bancários (diferença entre o que o banco paga pelo dinheiro que capta e que cobra pelo que empresta), o governo Lula "se esqueceu" de uma arma montada pelo seu próprio governo durante o primeiro mandato. Trata-se do projeto de lei que implantou o cadastro positivo para credores do sistema financeiro. Ele possibilita ao bom pagador pagar menos juros que o mau pagador. A montagem do projeto deu um trabalhão aos Ministérios da Economia e da Justiça, aos Procons, à Febraban e à Associação Comercial paulista. Foi amplamente alardeado e discutido. E agora repousa, singelo, na gaveta do relator Celso Russomano.Por pouco tempo. Abandonado à própria sorte, o governo Serra pensa em ressuscitá-lo. Ainda este mês.Sonhar é possívelOs organizadores do Forum de Davos tentam unir Lula e Obama no seu Forum no Rio, dia 16 de abril. Melô da CopaJoseph Blatter, da Fifa, ficou só um dia em São Paulo mas confessou, em jantar de despedida no Fasano, levar duas boas recordações. A primeira, do Museu do Futebol, que o deixou surpreso, no Pacaembu. Outra, a qualidade do tablete de chocolate que lhe serviu José Serra, que trazia os símbolos da Fifa e do governo paulista. Arte em focoSempre é tempo para lembrar que a Pinacoteca é mantida pelo Estado de São Paulo. Segundo conta Marcelo Araujo, 55% do seu Orçamento é proveniente da Secretaria da Cultura.Arte em foco 2Por falar em Secretaria da Cultura, João Sayad comemora. Vai distribuir, este ano, R$ 70 milhões para apoio a artistas paulistas e paulistanos.Briguinha rápidaMal terminou a eleição na Câmara, DEM e PSDB saíram em busca da aliança perdida - ou quase, depois que os tucanos decidiram apoiar a candidatura de Tião Viana, do PT.O recém-indicado líder do DEM, Ronaldo Caiado, acenou o lenço branco: "Não vamos confundir os sinais." A separação, garante, termina com a eleição na Câmara.NovilínguaCriativo, o PMDB, depois da vitória. Romero Jucá fala em "parceria preferencial" com Lula. Michel Temer, em "diminuir o campo material de incidência das MPs".Comissão de frenteE a Nova Schin esbanja otimismo em tempos de crise. Tem, em caixa, R$ 50 milhões para gastar com a folia em todo País. É a cerveja oficial do carnaval de Salvador e mantém a exclusividade na comercialização da marca na Marquês de Sapucaí, que vai homenagear o centenário de Carmen Miranda.Os dez menosQuais são, afinal, os grandes culpados da maior crise do planeta nos últimos 80 anos? O jornal The Times, de Londres, fez uma lista de dez e põe no topo o ex-chefão da Lehman Brothers, Dick Fuld, seguido de Henry Paulson, que comandava o Tesouro dos EUA no governo Bush, e Alan Greenspan, que dirigia o Fed. Fuld é cobrado por ter deixado o Lehman exposto a hipotecas impagáveis. Paulson, por permitir a falência do banco - o que desencadeou todo o processo. E Greenspan, por levar o juro a quase zero e inundar o mercado de crédito barato. O presidente George Bush ficou em sétimo na lista. De café em caféLula tem um concorrente. A partir desta semana, todas as segundas, às 7 h da manhã, o reitor da Universidade Federal de Uberlândia, Alfredo Julio Fernandes Neto, transmite pela Rádio Universitária o seu Café com o Reitor.Hora do peixe Inédito: a Secretaria da Pesca anunciou uma obra. Sai em 90 dias o edital de licitação para construir o terminal pesqueiro de Belém. Palavra de Altemir Gregolim.Camisa-de-forçaAmy Winehouse jogou a toalha. A moça reconheceu que está fora de si e pediu aos pais que controlem seu patrimônio. Para tanto, assinou documento declarando que não poderá gastar nenhum dos seus US$ 22 milhões sem permissão da mãe e do pai.Guerra no PantanalA briga está só no começo, mas vai ser pesada. Campo Grande e Cuiabá querem ser sedes de jogos da Copa 2014 mas só uma das duas poderá entrar na lista dos 12 cidades da Fifa. Resultado: a primeira decidiu recorrer a Oscar Niemeyer, que preparou o projeto acima, para o Museu Interativo do Pantanal. Na praça caberão 50 mil pessoas - e, logicamente, um telão para que todas elas vejam direto os jogos da Copa.Na frente Amanhã, a Ford e o secretário Guilherme Afif implantam, na sede da montadora, o programa de reciprocidade solidária, contrapartida da revisão do corte de ICMS para investimento. Criam assim a turma inaugural do Primeiro Emprego Jovem Cidadão, para alunos de escolas públicas da periferia. Luis Felipe Miranda, da Avon Brasil, comanda hoje, no Jockey Club paulista, festa de lançamento de produtos. Justificada a ausência de Ciro Gomes na eleição da Câmara. Ele ficou no Rio para consolar Patricia Pilar pela perda da mãe. O grupos Giramundo e Os Fofos marcam a comemoração, hoje, da ampliação da Enciclopédia Itaú Cultural de Teatro. E para a cerimônia do Oscar, a champagne escolhida foi a... Moët & Chandon. "Nomeada" champagne exclusiva para todas as festas pré, pós e durante a entrega das estatuetas. José Sarney garantiu que só concorreria à presidência do Senado se não tivesse que disputar o cargo. Depois mudou de ideia, fez que foi, que não foi e acabou "fondo".Direto da fonteColaboraçãoDoris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.brGabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.brPedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.brProduçãoMarília Neustein e Elaine Friedenreich

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.