Direto da fonte

A voz da experiênciaSuspense hoje na posse de Obama. Será que o presidente eleito incluirá, nas linhas mestras de sua gestão, os inúmeros conselhos públicos de Lula? Afinal, nunca antes na história desse planeta um presidente brasileiro deu tantas sugestões a um colega americano. Algumas:1. Avisou a Obama que se levar mais de um ano para resolver a crise poderá perder todo seu capital político. No encontro de chefes de Estado em Foz do Iguaçu.2. "Que tome as medidas imediatas para reativar a credibilidade nos consumidores (...) e para reativar a economia americana." Na Venezuela, com Chávez.3. "Obama não pode falhar. A frustração seria tão grande que não sei quantos séculos levaria para um negro ser eleito outra vez." Em novembro, à mídia italiana.4. "Posso te dizer que qualquer que seja o governo eleito, os EUA vão começar a utilizar o etanol de cana." À Bloomberg, em junho.5."Espero que ele decida reatar com Cuba. Não existe mais nenhuma explicação para o bloqueio. Será que é vingança?" Durante visita de Raúl Castro ao Brasil. 6. "Tudo começou na América do Sul. Obama é mais um passo disso." Comparando a vitória de Obama com as de Evo, Fernando Lugo, Tabaré Vázquez e ele próprio.7. Nós (presidentes da América Latina), não queremos ser vistos como um bando de esquerdistas, revolucionários, recebendo orientação de Cuba. Já não existe mais isso." Na reunião de cúpula na Bahia.O nosso ObamaEntre os brasileiros que estão em Washington para a posse de Obama está... Barack Obama. Cláudio Henrique Barack Obama dos Anjos, que adotou o apelido para ser candidato a prefeito de Belfort Roxo, viajou a convite de uma agência de notícias. E quer convidar o "xará" para jantar com ele na Baixada Fluminense.CansativoVai governo, entra governo e a tática dos "amigos" do BC não muda. Mais uma vez, a saída de Henrique Meirelles é dada como iminente em semana pré-Copom. Que Meirelles sai em 2010, para cumprir agenda política, já se sabe. O resto é pressão desnecessária ante a volatilidade internacional.O trono é dela! Beyoncé chegou ao primeiro lugar no ranking das rádios brasileiras, segundo relatório da Crowley. Destronou a imbatível dupla-fenômeno Victor & Leo.Hoje, a moça se apresenta na posse de Obama.Rebelde quarentãoOs 40 anos do semanário O Pasquim começam a ser comemorados, no fim do mês, com O Som do Pasquim (Desiderata), seleção de entrevistas musicais publicadas pelo jornal. A cereja da festa será o terceiro volume de O Melhor do Pasquim, organizado por Sérgio Augusto.O caso Battisti passado a limpo É bem mais duro do que se imagina o texto da carta mandada pelo presidente italiano Giorgio Napolitano ao presidente Lula. A avaliação é do especialista Walter Maierovich, que diz ter recebido telefonema de uma alta figura daquele País, interessado em entender "de onde saiu" a decisão brasileira de dar refúgio a Cesare Battisti. Para a coluna, Maierovich ressaltou aspectos do caso pouco esclarecidos até agora do caso. Alguns deles:4 A comparação do caso Battisti com o de Salvatore Cacciola, feita por Tarso Genro, não faz sentido. Cacciola tem cidadania italiana e, por lei, a Itália jamais extradita seus cidadãos. 4 A França nunca deu refúgio a Battisti. Ele apenas contou com a boa-vontade do governo Mitterrand para "ir ficando" no País. E fugiu para o Brasil quando a Justiça francesa, já no governo Jacques Chirac, aceitou o pedido da Itália para extraditá-lo.4 O Tribunal Internacional Europeu, em Estrasburgo, rejeitou seu pedido de proteção, entendendo que era criminoso comum.4 Os quatro assassinatos foram praticados em um país democrático, onde inúmeros partidos atuavam, havia eleições livres, parlamento funcionando e nenhuma ditadura ou lei de exceção.4 Todos os outros 8 ou 10 extremistas do grupo de Battisti, detidos e condenados, já cumpriram pena e estão em liberdade.Maierovich acusa Tarso de "contar as histórias pela metade" e de ter destratado não só a Justiça da Itália como a da França. E ironizou: "Ele teria dificuldades de passar em um exame da OAB". DIRETO DA SPFWNão foram só as madeixas de Gisele Bündchen que mudaram. Seu apetite pela responsabilidade social aumentou. A top está bancando o plantio de nada menos que 125 mil árvores na gaúcha Nova Horizontina, cidade onde nasceu. Mas esse será somente o começo: o projeto deve se estender pelo Brasil. iniciando por São Paulo, onde já estão reservadas 25 mil mudas. Números? Gisele não fala jamais neste assunto, assim como não fala de sua vida pessoal. Evitou, inclusive, atender, domingo, durante a SPFW, os telefonemas do namorado Tom Brady. Decepção para quem queria ver Jesus Pinto da Luz on stage. O moço justifica: não acertou cachê "à altura". E, assustado com o assédio da imprensa, evaporou antes de Gisele entrar na passarela da Colcci. O governo de Gilberto Kassab, por sua vez, disse sim ao evento, sendo que, na sabatina fashion, Clóvis Carvalho levou nota máxima. Ao lado do prefeito e dos colegas Marcos Cintra, Caio Carvalho e Sérgio Rondino, o secretário deu a impressão de que iria subir na passarela. Entusiasmadíssimo, mal se conteve na primeira fila do desfile de Fause Haten, que abriu a SPFW.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.