Direto da fonte

Bolivarianos? Depois da criação do Canal Integración, Lula já se anima a tirar do papel a Universidade Federal da Integração Latino-Americana, a Unila. O projeto - que, aliás, já passou na Comissão de Educação da Câmara- prevê nada menos que 10 mil vagas, divididas, meio a meio, com alunos dos paises vizinhos. Aulas?Em português e espanhol. Muralha paranóicaCena explícita de Brasil-2008, no portão de um condomínio fechado próximo ao Parque Burle Marx, em São Paulo. O morador chega de táxi e, para entrar na área, a portaria exige do taxista RG, foto e vistoria do porta-malas. Recusa expressada, o morador teve de andar um longo trecho a pé, até sua casa. Bandeira vermelhaO comunismo não caiu para os moradores da antiga Grande Via Comunista, de Moscou, que ficaram furiosos porque as autoridades mudaram o nome da rua para Alexander Solzhenitsyn.Eles alegam que o governo descumpriu a lei sobre homanagens antes de dez anos da morte de alguém. Solzhenitsyn, Nobel de Literatura, faleceu há quatro meses. A insustentávelMinistros do STF estão preocupados com boa forma. No ano que vem, a despensa da Suprema Corte será abastecida mensalmente com 10 frascos de adoçante, pacotes de chá verde, 20 caixas de coca-cola e guaraná light, iogurte natural light, sucos de fruta light no sabores uva, goiaba, pêssego e maracujá e... requeijão. Light, é claro.Dedos ligeirosO brasiliense Isaac Lima bateu um recorde curioso.Em apenas 31 segundos, digitou a frase: "Meu prato tá frio e eu odeio chuvisco e o pneu tá virado e a panela tá quente''. Com isso, se transformou no digitador mais rápido de SMs do Brasil.Além do troféu Mobile World Cup Brasil Championship, faturou R$ 10 mil.Na frenteAtenção celebridades, o Camarote da Brahma no carnaval carioca vai mudar. Para 2009, os convites serão reduzidos em 30 %. Prova de fogo para VIPs.Depois de voltar de Buenos Aires, um passageiro brasileiro levou susto quando foi validar suas milhas na Aerolíneas Argentinas. Com a passagem em mãos, foi informado que a companhia não aceita registro de milhas depois da ...viagem.O surpreendente final do romance Nunca O Nome do Menino, de Estevão Azevedo, tem causado agitação entre os leitores. Um deles bateu à porta da editora Terceiro Nome para saber se o livro terminava "assim mesmo" ou se a editora tinha comido bola.Os cadernos tipo Moleskine ocuparam o posto das eco bags no quesito brinde de Natal.Para pensar: nenhum ano será novo se continuarmos a cometer erros velhos...

Sonia Racy, O Estadao de S.Paulo

27 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.