Direto da fonte

Brasileiro de papel passadoComeça na semana que vem uma campanha da Presidência da República para que todo brasileiro tenha certidão de nascimento - um problema que, nas contas do IBGE, afeta 400 mil crianças por ano. Com o slogan "Registro de Nascimento: Um Direito que dá Direito", as peças serão veiculadas em rádio e TV em mil cidades, no Norte e no Nordeste. São os municípios considerados os mais pobres do País.O objetivo é diminuir os sub-registros, diferença entre o número de nascidos vivos e o informado pelos cartórios. Esse percentual está hoje em 12,7%. O governo quer, até 2010, derrubar esse índice para 5%.A campanha, que vai recorrer até a carro de som, também pretende chegar aos adultos sem registro. Vai durar um mês e custar R$ 7 milhões.PPSDB?A cúpula do PPS sabe que uma eventual fusão com o PSDB - que, oficialmente, os parlamentares do partido negam - levaria a uma debandada de quadros. Mas um dos cardeais da legenda avalia que não há outra saída. "A perspectiva é de um sangramento devido à janela da infidelidade da reforma política", afirma.Mas a conversa existe. A idéia, acalentada no PSDB, é fundir estruturas até 2010. PresságioAo ser homenageado ontem com a Légion d? Honneur, em Paris, Aécio Neves ficou todo prosa com as palavras do ex-presidente Giscard d''Estaing, que na sua fala citou até Napoleão.Ao saber que o mineiro tinha 48 anos, Giscard comparou: "Assumi a Presidência com 48. Acredito nas coincidências e na sorte." Soy contraO mais novo crítico do modo como as Farc conduziam suas ações e lidavam com prisioneiros é, nem mais nem menos, el comandante Fidel Castro. Em um livro que lançou ontem em Havana, La Paz en Colombia, o líder cubano aposentado diz que discordava do chefão Manuel Marulanda, o Tirofijo - que morreu recentemente na selva colombiana.Afirma Fidel: "Sua idéia de guerra foi excessivamente longa. (...) Eu também não estava de acordo com o seqüestro de civis." Marolão 1Há um abacaxi à espera do presidente Lula em sua mesa de trabalho, na segunda-feira. Trata-se de uma carta aberta em que as centrais sindicais pedem - ou pior, propõem... - medidas para o Brasil enfrentar a crise financeira. Entre elas, aumento no número de parcelas do seguro-desemprego, de cinco para dez.O "Documento Unitário das Centrais Sindicais" é assinado pelas seis centrais, entre elas CUT e Força Sindical. Marolão 2Na terça-feira, Gilberto Kassab e José Serra arregaçam as mangas contra a crise, antes que ela cresça. Vão criar, na praça da Sé, uma junta de conciliação extra-judicial, para evitar uma onda de gente com nome sujo na praça.Na prática, será uma força-tarefa entre Secretaria do Trabalho, Prefeitura, Justiça e SPC. Para buscar acordo entre devedores e credores antes de o caso ir à Justiça. Vip do vip do vipAclamada como a maior Pachá do mundo, a nova boate inaugurada quinta, na praia de Jurerê Internacional, teve convites vendidos com ágio de mais de 100%. Com cambistas, chegou a R$ 150. Entre os 800 VIPs, cem estavam na ala VIP dos VIPs. MonólogoGerald Thomas já tem data para voltar à ativa no Brasil. Em parceria com ator Marcelo Olinto, ele assina o monólogo Bate Man. A estréia está marcada para a segunda semana de dezembro, no Rio. Sem black tieO comportado Martin Raven, cônsul-geral britânico em São Paulo, prepara noite moderna em sua casa na terça-feira. Recebe os palestrantes internacionais do Pense Moda. Entre eles, Nicola Formichetti, do Dazed&Confused. Olho da caraO cantor pop canadense Michael Bublé vai ter que fazer valer o preço do seu show - de R$ 300 a R$ 1 mil - terça, no Via Funchal. "Não sabia que era esse o valor", surpreendeu-se ele ao ser informado da facada. Mas justificou, dizendo que é "um grande entertainer". E garantiu "muitas surpresas" no palco.ArriscômetroAlguém vai dizer que é porque paulista tem mais dinheiro pra perder. Pesquisa feita com 2.896 pessoas aponta que 16% dos paulistanos se consideram arrojados na hora de aplicar o seu dinheiro, contra 28% dos que se declaram moderados. Entre os cariocas, 14% são arrojados e 31% moderados. A turma cuidadosa está principalmente em Fortaleza: lá os moderados chegam a 40%. Os dado são da 5ª Expo Money Rio de Janeiro, que abre nos dias 26 e 27.Na frenteAcaba de entrar em fase de pós-produção o documentário produzido pela O2 sobre o artista Vik Muniz. O filme foi realizado no maior lixão do Rio, Jardim Gramacho.Hoje é dia de festival gastronômico no Embu. Com oficina de pães de Olivier Anquier e o cassoulet de Pedro Ribeiro. Em prol da ONG Acorde.A capa história da edição do The New York Times, com a vitória de Barack Obama, terá lugar de destaque na filial brasileira da P.J.Clarke''s. Em cerimônia-homenagem, será colocada na quinta-feira, Dia da Consciência Negra.Em tempos de crise, nada melhor do que abrir o leque. A arquiteta Débora Aguiar faz intercâmbio Brasil-Angola e leva produtos brasileiros para empreendimento em Luanda.Nina Guindo leva na terça suas jóias para a Sweet Brazil, de Paula de Lima Azevedo. Com degustação de chocolate harmonizado com champanhe.Em seu tour gastrônomico pela cidade, Yoko Ono jantava, quinta-feira, no Arábia. Não foi só no palco do show de Cindy Lauper que os anos 80 foram revividos, anteontem, no Via Funchal. A maior parte da platéia, beeeemm mais novinha do que a cantora, fez questão de se paramentar de acordo com a época.Interinos: Doris Bicudo, Julia Duailibi, Pedro Venceslau e Gabriel Manzano Filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.