Direto da fonte

"Pressionado? Eu?"Em plena artilharia sobre a Lei da Anistia, José Antonio Dias Toffoli, da AGU, circulou tranquilo em seu aniversário de 41 anos. Comemorado ao lado de Cauby Peixoto, entre outros, no Bar Brahma em São Paulo. Questionado sobre a pressão de parte do governo para alterar o parecer da AGU, segundo o qual torturas cometidas no regime militar estão perdoadas pela Anistia, o advogado-geral respondeu: "Estou com cara de quem está sendo pressionado? Estou com cara de quem está bem ou mal?". E a reunião com Lula, para tratar do tema? "Não comentamos esse assunto. Foi uma reunião de rotina."Ao lado de colegas de faculdade, juízes e advogados, Toffoli foi lacônico sobre a polêmica, conversa obrigatória de todas as mesas. "Eu entendo que a lei vale para ambos os lados. É inoportuno remexer nessas questões agora porque traz à tona algumas chagas", fez coro Suzana Camargo, desembargadora do TRF.Toffoli, de camista-latenjoulas e jeans, gabava-se de ser o "segundo ministro mais jovem, atrás de Orlando Silva". Entre os convidados, Marco Antonio Bologna, da W/Torre. Ausência notada: José Dirceu. (Julia Duailibi e Pedro Venceslau)TermômetroDepois de dez dias pela China conversando com integrantes do governo e acadêmicos, Armínio Fraga voltou acreditando que os sinais da desaceleração da economia local são mais fortes que os imaginados. "Estão assustados com a queda de preços no setor imobiliário, por exemplo." No entanto, o ex-presidente do BC tem certeza de que a resposta virá.Termômetro 2Fraga, aliás, vê a era Obama de maneira positiva para o desenrolar da crise. "Com a entrada de sangue novo, de gente que não tem compromissos já assumidos, fica mais fácil promover mudanças."É fato que a crise trombou de cara com o fim da era Bush e seus comprometimentos, dificultando tomada de decisões mais ousadas.Irmã de ferroAécio Neves ganha seu braço direito de volta. Sua irmã Andréa Neves decidiu voltar, em janeiro, de Londres, com sua mãe Inês Maria. Para ficar. Papo com o papaLula, em sua visita a Roma semana que vem, pretende trocar idéias com Giorgio Napolitano sobre a formação de "um novo sistema financeiro internacional".Quanto a sua conversa com o papa, logo depois de assinarem acordo para disciplinar relações bilaterais e ação da Igreja no Brasil, há mistério. Vão falar sobre a crise da Igreja ou a do mundo?Com quantos 7...O livro Sete de Paus, de Mario Prata - a ser lançado dia 15 - já tem 3 convites para virar filme. Um deles do maranhense Joaquim Heickel.Detalhe: Prata leu 207 clássicos para construir o seu primeiro policial.Sem batatasE o Senado brasileiro aprovou voto de aplauso para... McCain. Pelo seu discurso pós-vitória de Obama. Hay que endurecer Que crise que nada. O ramo do fitness põe o pé no acelerador. A Companhia Athletica investe e abre mais duas unidades ano que vem.BrasilcraciaA idéia do swap de moedas com os EUA era bala na agulha do BC antes de Henrique Meirelles e Guido Mantega viajarem para a reunião do FMI. Afinal, o Fed já estava ajudando outros países. Mas aí bateu um velho problema: com base em que lei é que o BC receberia os dólares e enviaria os reais? Quando a Fazenda fez a MP 443 (estatização dos bancos), o BC correu para enfiar o swap de moedas. Ufa!Direção ofensivaNo fim da "corrida" de kart em São Paulo, contra os cassetas Hubert e Marcelo Madureira esta semana, Felipe Massa foi brindado com o mais novo produto das Organizações Tabajara:Um pneu de chuva equipado com um... guarda-chuva. "Seus problemas para correr na pista molhada acabaram", garantiram.Os brasileiros terão o privilégio de assistir a Amy Winehouse. Quando? Em março, pela Time For Fun de Fernando Alterio. E aos que acham perigoso tentar trazê-la, vai a informação: na sua última turnê, a moça deixou de fazer apenas um show.Na frenteA RedeTV! promete recorrer da decisão da justiça, que condenou a emissora a pagar R$ 100 mil a Preta Gil, por ter sido chamada de gorda no programa Pânico. O canal não pode nem mais citar o nome da filha de Gil. Sérgio Valente, da DM9DDB, foi eleito o publicitário do ano pelo prêmio Colunistas. Sala do Presidente à Beira de um Ataque de Nervos é o nome do ambiente que o arquiteto Fernando Brandão criou para o Casa Office. No Jockey Club. Dobraduras de Tagnini vão ocupar os salões da Arte Aplicada, de Sabina de Libman, a partir de hoje.Sempre o bardo. Em três livros, a Agir relança o teatro completo de Shakespeare. Até mesmo Bond, James Bond, pode surfar na "Obamania". Entusiasmada com a vitória do democrata, a produtora de 007, Barbara Broccoli, disse à revista alemã Stern que "definitivamente" pode haver uma versão negra do agente. Já um Bond homossexual é mais complicado, devido "ao seu jeito mulherengo". Direto da fonteColaboraçãoSilvia Penteado silvia.penteado@grupoestado.com.brDoris Bicudo doris.bicudo@grupoestado.com.brJulia Duailibi julia.duailibi@grupoestado.com.brPedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.brProduçãoMarília Neustein e Elaine Friedenreich

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.