Direto da fonte

Bolo de noivaOs finalmentes do acordo que uniu Itaú e Unibanco começaram a ser acertados no sábado de manhã, na casa de Israel Vainboim, conselheiro do Unibanco, em SP.As conversas se prolongaram, entrando pela noite, até que, no domingo, em clima de casamento - bem-casados foram encomendados, bem como champagne -, as famílias Setubal-Villela e Moreira Salles finalmente assinaram as dez vias de contratos que selaram as núpcias. Houve até troca emocionada de beijos entre Roberto Setubal e Pedro Moreira Salles, que lembraram, respectivamente, seus pais Olavo Setubal e Walther Moreira Salles, fundadores dos conglomerados financeiros. Com direito a choro e tudo mais.Bolo de noiva 2Tanto Pedro Moreira Salles como Roberto Setubal contaram, ontem pela manhã, à coluna, que as conversas se iniciaram em agosto de 2007. "Mas já havíamos pensado nisso outras vezes, como em 98", diz Roberto. Segundo Pedro, a idéia ganhou corpo nos últimos meses. "Foi na quarta que decidimos: o momento é agora", completa Roberto. "Essa foi a união mais fácil do Brasil, capitaneada por um único advogado representando ambas as partes, o Gabriel Jorge Ferreira (do Unibanco)", destaca Pedro.Sintonia paternalOlavo Setubal, alguns meses atrás, chegou a levantar a possibilidade de ceder a presidência do conselho do Itaú para Pedro. "Meu pai tinha a visão de que a empresa vem antes de interesses pessoais," diz Roberto. Já Pedro lembra que seu pai, Walther, tirou o nome Moreira Salles do banco para despersonalizá-lo. Cautela extremaPara informar Henrique Meirelles, do BC, Roberto e Pedro voaram a Brasília no domingo de manhã. Em aviões separados. Informação in locoLula foi informado por Roberto e Pedro, pessoalmente, em SP, às 18h de domingo. "Isso é do que o Brasil precisa, de gente que acredita", disse. E ontem, Paulo Bernardo ponderou: "A operação fortalece o Brasil".Irmãos brothersA união entre os irmãos Moreira Salles é tanta que o cineasta Waltinho não voltou de Los Angeles para assinar os contratos. Deu procuração aos irmãos Fernando, Pedro e João. Também fez falta Paulo Setubal, que está doente. Sete chavesSó uma pessoa de fora dos grupos foi chamada a opinar: Nelson Eizirik, ex-CVM. Ajudou na fórmula de troca de ações entre as partes.Sete chaves 2Na reunião da Febraban, domingo à noite, na casa de Fábio Barbosa, nenhuma palavra sobre o acordo que estava sendo fechado. Presentes, pelo Unibanco, Vainboim. Pelo Itaú, Antonio Matias.Relaxa e advogaA AGU está na mira de nove entre dez integrantes do governo Lula. Mas os advogados da União não estão muito preocupados. Vão passar a semana esfriando cabeças no Hotel Ritz Lagoa da Anta, em Maceió, no Encontro Nacional dos Advogados da União. E com todo conforto. Segundo convite da Associação Nacional dos Advogados da União, que promove o evento, estarão disponíveis para os 300 convidados "banheiras balinesas vindas da Indonésia e spa onde se pode desfrutar de tratamentos corporais". Diária? R$ 254. Foi ''maus''A escola da samba Mancha Alviverde tirou de seu site informação sobre a visita de seus dirigentes a José Serra, semana passada. O motivo? Uma infeliz comparação que constrangeu o Palácio dos Bandeirantes: "Serra é palmeirense de verdade. Não recebeu a polícia, mas recebeu a Mancha"."Foi um equívoco. A Mancha apóia Serra desde 94, e vice-versa", diz Paulo Serdan, presidente da agremiação.À francesaNelson e Nelsinho Piquet deixaram a corrida em Interlagos, anteontem, antes da metade. Ambos com a cara para lá de amarrada.Happy HourApesar do fraco desempenho na temporada deste ano, Rubens Barrichelo foi de longe o mais animado na festa da Ferrari. Já Galvão Bueno foi embora cedo: às 3 da manhã...Das coxas aos pésMulher de pernas mais compridas do mundo - 132 cm -, a russa Svetlana Pankratova vai desfilar suas pernocas dia 13, na comemoração do Guinness World Recordes Day, no Brasil. Foi o livro Guinness, a ser lançado pela Ediouro, que lhe deu o posto. Aiô SilverAlain Delon será o embaixador do pavilhão francês na Expo Xangai 2010. Explicação? Na década de 80, uma versão de Zorro, estrelada pelo ator francês, foi dos primeiros filmes estrangeiros exibidos na China. Com audiência de... 800 milhões de pessoas.Dupla dinâmicaAo se deparar com Marilson Gomes dos Santos - bicampeão da Maratona de Nova York - na abertura da New York Exchange ontem, Roger Agnelli soube que o moço correu mais de 20 km por hora. "Fico cansado só de ouvir isto", disse o executivo ao atleta. Ambos foram convidados por Larry Leibowitz, dirigente da bolsa, para o evento. Santos, porque a tradição manda. E Agnelli, pelo fato de a ação da Vale ser a 3ª mais negociada dos países em desenvolvimento. Na frenteDa série filho de peixe, lagartixa não é. Camila Fasano começa a alçar vôo solo. A filha quituteira de Andrea acaba de criar o Fasano Bambini. Milú Villela jantava domingo à noite no Sallvattore com Maria Adelaide Amaral, Malu Montoro, Maria Helena e Carlos Eduardo Sobral. Nenhuma palavra sobre a união do Itaú com o Unibanco. Sarah Palin até chegou a ditar moda nos EUA, mas na corrida fashion, Michelle Obama acabou levando a melhor. Garantiu aumento nas vendas de um tailleur amarelo, que usou na entrevista do The Tonight Show. O grupo La Estampa conseguiu feito inédito: que a família Tom Jobim cedesse a letra de Samba do Avião. Para ser usada no convite da sua festa, quinta-feira, na Ilha Fiscal, no Rio.Nicolas Stern, que assina uma das mais completas avaliações sobre o impacto do aquecimento global na economia mundial, está no Brasil. Tem encontro marcado no Santander e na Fiesp. Correção: o show da Telefônica no Parque Villa-Lobos é no próximo domingo. E novidade: contará com Toni Garrido no lugar de Frejat. A neo-socialista Gretchen não conseguiu eleger-se prefeita de Itamaracá. Mesmo assim, quer fazer o sucessor. Demis Miranda, seu 10º marido, estréia como cantor no novo disco da cantora. Já tem gaiato dizendo: se fosse na política, seria nepotismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.