Direto da fonte

Torniquete financeiroExistem várias maneiras de o ministro Guido Mantega reduzir o crédito na economia, como está pretendendo. Mas, pelo que se apurou, há somente uma realmente eficaz: aumentar a alocação de capital - exigida pelo Banco Central nas instituições financeiras - para lastrear as carteiras de empréstimos.Esse porcentual hoje é de 11% do total emprestado. O que já é alto, em comparação com o que se pratica no mundo, em torno de 8%. Portanto, Mantega pode amenizar a medida, instituindo o aumento somente para financiamento de longo prazo. Por outro lado, se o ministro se limitar a reduzir as prestações do que ele mesmo chama de "subprime" brasileiro - o financiamento de venda de carros - a opinião geral é que de nada adiantará.É verdade que nunca antes neste País o crédito foi tão farto. E o fato de os brasileiros estão se lambusando e provocando uma certa distorção do mecanismo - como o financiamento de bens que sequer duram até a última prestação. Um exemplo simples e recente é o ovo de Páscoa com pagamento em até dez vezes. Ou então uma cirurgia plástica em... 36 meses. Na última prestação, o paciente já vai estar precisando de outra.Vistos no mesmo vôo da Varig, do Rio para São Paulo, no fim do domingo de Páscoa, Luciano Coutinho, do BNDES, e a economista Lidia Goldstein. Dúvida cruel: Cesp ou política industrial?Conduta de risco?Parece brincadeira. A nova política industrial do governo - que vem prevendo salto de 17% para 21% do PIB em investimentos até 2010 - vai ser anunciada dia 1º de abril. Pelo ministro Miguel Jorge, na reunião do "Conselhão".A irmã do PACAliás, a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social estava marcada para 3 de abril. Mas o presidente Lula decidiu antecipá-la. É que ele estará envolvido em compromisso social em Porto Alegre. O casamento da juíza do Trabalho Paula, filha de Dilma Roussef. Ou seja: a irmã do PAC.Tiraram o muro Os bombeiros fracassaram. A batalha interna do PSDB, entre os grupos de Geraldo Alckmin e de Gilberto Kassab aponta para mais tiroteios durante a semana.O objetivo, agora, é o controle dos diretórios distritais, peça vital da convenção do partido, em junho. Os tucanos pró-Alckmin encontram as lideranças de bairros na quinta. E o grupo de vereadores pró-Kassab, no sábado. E o que pode fazer o presidente nacional, Sérgio Guerra, que chega hoje à cidade em missão de paz? No máximo, pedir que os dois briguem educadamente...Jogo de cenaAntes de lançar, ontem, a pré-candidatura do deputado Sávio Souza Cruz à prefeitura de Belo Horizonte, aliados de Helio Costa ligaram para a candidata Jô Moraes, do PC do B.Avisaram que as portas não estão fechadas para aliança entre os dois partidos. Marina, a VuittonApaixonados pela grife francesa Louis Vuitton, os noivos Marina Morena e Fernando Torquatto estamparam a logomarca nas Havaianas que distribuíram para os convidados, no casamento de sábado, no MAM do Rio. Detalhe: no lugar do tradicional LV um MF. A cor? Azul. Até a pista de dança estava repleta de logos da marca.Em festa animada, sentiu-se falta de Caetano Veloso. Progresso verdeHá alguma relação entre desenvolvimento econômico, social e ambiental? Dois prêmios Nobel da Paz - Rajendra Pachauri e Mohammad Yunus - responderão à pergunta, no mês de junho, em Brasília. Em encontro no 1º Fórum de Internacional de Comunicação e Sustentabilidade. Troca de guardaAurélio Penelas, atual gerente de RH da Flex - com 30 anos de trabalhos prestados à velha Varig - vai assumir o cargo de gestor judicial interino da empresa, no lugar de Miguel Dau. Que está de saída para assumir as operações da nova companhia aérea de David Neeleman.Álcool japonêsMais uma no dia 1º de abril. A Petrobrás assina, em Tóquio, acordo para construção de uma unidade para produzir 100 mil barris/dia de derivados de petróleo. Em Okinawa.Com terminal estratégico para importação de etanol.Caco, o apóstataSabe o imperador Juliano, aquele que foi considerado o "anticristo", por banir o catolicismo como religião oficial do Estado romano? Caco Ciocler vai interpretá-lo no teatro.O texto, do norueguês Henrik Ibsen, inexplicavelmente estava inédito no Brasil.O estilista brasileiro Francisco Costa desembarca por aqui em outubro. O diretor artístico da Calvin Klein vem receber homenagem no Prêmio de Moda Brasil, patrocinado pelo Shopping Iguatemi. José Maurício Machline - autor do projeto - voou até NY especialmente para o convite. Triste. Não dividem mais o mesmo edredon os atores Taís Araújo e Lázaro Ramos. No Brasil, ciceroneada por Pedro Corrêa do Lago, em São Paulo, e Katia Leite Barbosa, no Rio - ambos representantes da Sotheby?s no País -, Maria Bonta de La Pezuela, vice-presidente da multinacional de leilões.Célia Forte foi mesmo mordida pelo bichinho do teatro. Com seu Amigas, Pero no Mucho atualmente em temporada carioca, prepara a estréia de seu segundo texto: Ciranda. Com Arlete Salles e Helena Ranaldi confirmadas no elenco e direção de José Possi Neto. O vozeirão do tenor catalão José Carreras será a grande atração da festa de inauguração, no sábado, em Curitiba, do maior teatro do Paraná: o Teatro Positivo - Grande Auditório.O Marrocos invade o Museu de Arte Brasileira da Faap no domingo. Com 500 obras, pretendem mostrar o supra-sumo da cultura e da modernidade artística do país. Quem esteve pelo Brasil foi o comitê organizador do concurso Miss e Mister Mundo. Passaram pelo Blue Tree Angra dos Reis, em "visita de inspeção". O resort é forte candidato a sede do concurso em 2009. Apesar dos forte rumores, a incorporadora Helbor jura que não está à venda.Impressão DigitalCelso FrateschiO dublê de ator e presidente da Funarte não quer remendos na Lei Rouanet. Sua meta é "reformar todo o edifício em vez de fazer um puxadinho". Para tanto, mandou para o forno projeto que vai dar o que falar na classe artística. A "Lei Geral das Artes" não só deve aperfeiçoar os mecanismos de renúncia fiscal como descentralizar incentivos culturais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.