Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Dez exposições gratuitas para visitar em São Paulo no fim de semana

Obras de Marina Abramovic, Pablo Picasso e Roger Ballen são algumas das opções para curtir o feriado na cidade

Celso Filho, O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2015 | 10h01

Marina Abramovic - Terra Comunal

Figura histórica da arte da performance mundial, a artista sérvia tem mostra retrospectiva no Sesc Pompeia. Além da maneira tradicional, o público poderá ver a exposição a partir do chamado Método Abramovic - antes de visitar o acervo, o visitante é instruído para uma série de exercícios meditativos, durante 2h30. Há várias sessões diárias, mas, para participar, é necessário se inscrever pelo site http://oesta.do/mabramovic

Depois de visitar a retrospectiva, passeie pelo Sesc para assistir a outras performances que fazem parte da programação. São ações de artistas como Andrea Boller, Paula Garcia e do Grupo Empreza. A maioria delas fica no galpão da unidade, onde foi montado o Espaço Entre.

Marina está no Brasil desde a montagem da exposição e os visitantes já tiveram oportunidades de encontrá-la. Neste fim de semana, ela fará um workshop com artistas no domingo, 19, às 15h. O público também pode acompanhar a oficina e fazer perguntas. Na quarta-feira, 22, haverá um bate-papo com a sérvia, às 20h, no teatro.

Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, 3871-7700. 10h/21h (dom. e fer., 10h/19h; fecha 2ª). Grátis. Até 10/5. 


Pinacoteca e Estação Pinacoteca

Os dois espaços abrem gratuitamente aos sábados. Na Pinacoteca, sai de cartaz, neste domingo, 19, uma mostra com obras de Cristiano Mascaro. Nos anos 70, a instituição encomendou ao fotógrafo uma série de imagens da região onde o museu está localizado - que resultou no ensaio Bom Retiro e Luz. Agora, 47 dessas obras voltam a ser expostas no espaço. São fotografias em preto e branco, feitas entre 1975 e 1979. A Pinacoteca também abriga uma retrospectiva do artista irlandês Sean Scully, referência na arte abstrata.

Já na Estação Pinacoteca, no sábado, às 11h, há a inauguração de Nelson Felix. A mostra Ooco percorre a carreira do artista em trabalhos feitos de 1987 a 2015 - entre desenhos, esculturas e instalações. Com curadoria de Taisa Palhares e do crítico Rodrigo Naves, a exposição ainda exibe fotografias e vídeos documentários sobre sua obra.

Pinacoteca. Pça. da Luz, 2, Luz, 3324-1000. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). 

Estação Pinacoteca. Lgo. Gal. Osório, 66, Luz, 3335-4990. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis).

Ocupação Hilda Hilst

Sai de cartaz nesta terça-feira, 21, a mostra sobre a vida e a obra da escritora Hilda Hilst. Pelo projeto Ocupação, a trajetória da autora ‘maldita’ é contada em fotografias, manuscritos originais, desenhos e outros objetos pessoais - em uma expografia que remete à Casa do Sol, sua antiga morada. O Itaú Cultural também abriga uma mostra itinerante com obras do Instituto Inhotim, de Brumadinho, na Grande Belo Horizonte.

Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. 9h/20h (sáb. e dom., 11h/20h). Grátis. Até 3ª (21).


Leonardo da Vinci 

Nos anos 50, pesquisadores criaram uma série de peças baseadas em projetos de Leonardo da Vinci. Cerca de 40 desses objetos vieram da Itália para a mostra brasileira. O visitante também percorre a obra do italiano em instalações interativas. 

Fiesp. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3146-7405. 10h/20h. Grátis. Até 10/5.

Abelardo da Hora

Cerca de 100 obras prestam homenagens ao artista, que morreu no ano passado. A retrospectiva reúne desenhos, pinturas e esculturas, além de uma maquete da criação Torre de Iluminação Cinética, do Recife. A Caixa Cultural também tem em cartaz mostras do performer Ivald Granato e sobre a vida do escritor Paulo Leminski. 

Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. 9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 10/5.

Imagine Brazil

Ao longo dos últimos cinco anos, os curadores Hans Ulrich Obrist (da Serpentine Galleries, de Londres), Gunnar Kvaran (do Museu Astrup Fearnly, em Oslo) e Thierry Raspail (Museu de Arte Contemporânea de Lyon) mantiveram contato com jovens artistas brasileiros. A partir dessa experiência, selecionaram nomes promissores - como Adriano Costa, Sofia Borges e Paulo Nimer Pjota. Estes, por sua vez, apontaram artistas contemporâneos consagrados que os influenciaram - como Tunga, Maria Martins e Adriana Varejão. A obra dessas duas gerações está reunida na mostra. 

Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 3/5. 


Picasso e a Modernidade Espanhola

Com obras vindas do acervo do museu Reina Sofía, em Madri, a exposição reúne 90 obras, entre pinturas, gravuras, desenhos e esculturas. Boa parte delas é assinada por Pablo Picasso, mas há também criações de outros vanguardistas espanhóis da primeira metade do século 20, como Joan Miró, Salvador Dalí, Juan Gris, Óscar Domínguez e Julio González. 

CCBB. R. Álvares Penteado, 112, metrô Sé, 3113-3651. 9h/21h (fecha 3ª). Grátis. Até 8/6.

Piero Manzoni

Com curadoria de Paulo Venâncio Filho, a exposição reúne, pela primeira vez no Brasil, obras do artista conceitual italiano, que morreu precocemente em 1963, aos 29 anos. São 28 trabalhos - entre eles, criações controversas, como ovos cozidos com impressões digitais e até fezes enlatadas e etiquetadas. A exposição é uma parceria com a Fondazione Manzoni de Milão. 

MAM. Sala Paulo Figueiredo. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 6 (dom., grátis). Até 21/6. 

Roger Ballen

No início, ele registrava situações comuns, observadas nas ruas de zonas marginalizadas na África do Sul. Depois, passou a criar imagens quase surreais, num misto de realidade e ficção. A retrospectiva reúne 113 trabalhos do importante fotógrafo norte-americano. 

MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, Ibirapuera, 2648-0254. 10h/18h (3ª, 10h/21h; fecha 2ª). Grátis. Até 27/9.

Werner Haberkorn e a Fotolabor

Comandada pelo alemão Werner Haberkorn (1907-1997), a agência de fotografia Fotolabor funcionou no centro de São Paulo entre os anos 1950 e 1990. Agora, ela é homenageada na mostra, com postais, fotografias e artigos de papelaria de época. São registros da urbanização paulistana. 

Centro Cultural Correios São Paulo. Av. São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, 3227-9461. 11h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até 9/6.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.