Depois do Estripador, Cornwell volta a Scarpetta

Em 2003, a escritora Patricia Cornwell utilizou as técnicas do romance policial para, após anos de pesquisa, escrever um livro sobre Jack, o Estripador, lendário assassino britânico. Criadora do Instituto de Ciência e Medicina Forense da Virgínia (EUA), ela chegou à conclusão, em Retrato de Um Assassino - Jack, O Estripador - Caso Encerrado, de que o assassino era o famoso pintor impressionista alemão Walter Sickert. Anos depois, ela retorna à ficção com este livro, que traz de volta à ativa a detetive Kay Scarpetta. A história começa com sua chegada a Nova York, onde, após anos de aposentadoria voluntária, ela é chamada por um paciente de hospital psiquiátrico para investigar crimes que ali ocorrem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.