Debate sobre a arte brasileira e espanhola

O Instituto Cervantes e o Artium, Centro-Museu Vasco de Arte Contemporânea de Álava, inauguram hoje a exposição Enquanto Brasília Nascia - Os Anos 50 na Arte Espanhola, às 19h30, com debate entre Javier González de Durana, diretor do Artium, e José Teixeira Coelho, diretor-curador do Masp, no Instituto Cervantes (Av. Paulista, 2.439, tel. 3897-9609). Eles vão estabelecer um paralelo entre a evolução das produções artísticas brasileiras e espanholas durante o período de abertura do País e isolamento espanhol. A exposição conta com obras de 13 artistas, entre eles Néstor Basterretxea, Oscar Domínguez e Federico Echevarría. Grátis.

O Estadao de S.Paulo

13 de dezembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.