De volta, os alquimistas do som

Dupla belga 2 Many DJ''''s faz show hoje no Pacha - e Stephen Dewaele diz que ''''odeia mash ups''''

Jotabê Medeiros, O Estadao de S.Paulo

09 de novembro de 2007 | 00h00

Que novembro eletrônico! Depois dos Chemical Brothers, anteontem, hoje é o dia do retorno dos belgas do 2 Many DJ''''s. Semana que vem tem o DJ inglês Carl Cox. Domingo, 25, tem Apparat de graça no Parque do Ibirapuera. E por aí vai.O show dos 2 Many DJ''''s hoje tem um convidado especial: Igor Cavalera, ex-baterista da banda Sepultura (hoje também DJ com longa folha-corrida de festivais internacionais). ''''Como eu conheci o Igor? Ora, foi numa sala de bate-papo gay na internet'''', disse por telefone ao Estado Stephen Dewaele, dos 2 Many DJs, antes de desabar numa sonora gargalhada. Logo depois, retificou a informação. ''''Uma vez nos encontramos em um bar em São Paulo. Eu já era um grande fã do Sepultura, e foi assim que começamos uma amizade'''', afirmou Dewaele, que formou, em 2001, com o irmão David, uma das duplas de DJs mais afiadas do planeta.Em 2000, eles já militavam no grupo de rock Soulwax, cuja mistura com a dance music antecipou uma tendência na Europa. Ambos os conceitos dos irmãos Dewaele vieram a São Paulo no ano passado para o Nokia Trends. Hoje em dia, essa mistura é arroz-de-festa, está por todo canto: Kasabian, Rapture, Hot Chip, etc.''''Parece que você está certo, tem mesmo um monte de bandas de rock com essa abordagem. Mas, para mim, rock e dance sempre estiveram juntos. Se você considera que tocar dance hoje e dizer ''''yeah'''' é fazer essa fusão, você está certo. Mas nós viemos de uma banda de rock, continuamos sendo uma banda de rock depois que fomos para as picapes. Apenas transplantamos a atitude do punk para a pista, o sentimento do rock'''', diz Dewaele.Ele torce o nariz para os produtores e DJs que fazem canções ''''costurando'''' diferentes estilos, um sobre o outro, o chamado mash up. ''''Não estou à procura de mash ups. Por sinal, odeio esse nome, parece algo inventado pela televisão para aqueles programas de garotinhos.'''' De qualquer forma, desde seu surgimento, os remixes dos 2 Many DJs tornaram-se um culto internacional. O DJ Rodrigo Gorky, do grupo brasileiro Bonde do Rolê, vive dizendo aos quatro ventos que os 2 Many mudaram a vida dele. ''''Eu sei disso. Ele mesmo veio nos dizer. Também sou fã do Bonde, adoro o que eles fazem. A manifestação dele é mais ou menos o que sentimos em relação ao Daft Punk. E eles cantam em português, o que é ainda mais fantástico, a reação da platéia a letras que nem compreendem. Muito legal.''''Os irmãos belgas Stephen e David Dewaele foram apresentados ao público brasileiro em 2003, no TIM Festival. Fizeram tanto sucesso que voltaram já no ano seguinte para o mesmo festival. No ano passado, reapareceram no Nokia Trends, e vieram também com seus colegas da banda Soulwax (na qual Stephen canta e David toca guitarra).Filhos de Zaki Dewaele, uma lenda do rádio belga, os 2 Many DJ''''s ganharam fama quando gestaram um disco de 45 faixas em um computador Mac G3, compilando tudo o que se ouvia no rádio na época, da música mais comercial ao punk rock mais visceral - e pouca coisa com autorização legal. Seu último lançamento em disco é 50 Million Soulwax Fans Can''''t Be Wrong, cujo título alude a um disco de Elvis Presley. Lançar discos não é seu negócio principal, mas sempre lançam. ''''Acho que o que o Radiohead fez, lançando seu disco na internet para os fãs fixarem o preço, foi uma grande idéia. Mas sou realista. Sei que só eles podem fazer algo do tipo. É impossível para uma banda desconhecida. Mas é preciso arriscar: tudo está mudando agora, e mudando rápido.''''Serviço2Many DJs. Pacha. Rua Mergenthaler, 829, V. Leopoldina, 2189-3700. Hoje, a partir das 22 h. R$ 40 e R$ 60

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.