Coppola implora desesperadamente por seu roteiro

Ladrões entram na casa do cineasta em Buenos Aires e levam computador onde estava o arquivo do filme

Ariel Palacios, O Estadao de S.Paulo

28 de setembro de 2007 | 00h00

O diretor de cinema Francis Ford Coppola foi alvo da onda de criminalidade que afeta a capital argentina. Ontem de madrugada, um grupo de ladrões entrou na casa que o autor de O Poderoso Chefão e Apocalipse Now possui em Buenos Aires. O grupo composto por cinco assaltantes amarrou as pessoas que ali estavam (o diretor não estava em casa) e levou equipamento de filmagem, além de objetos de valor. Mas a principal preocupação de Coppola é reaver o computador no qual está arquivado o roteiro do filme que pretendia rodar no ano que vem.Os assessores de Coppola fizeram ontem de manhã um apelo pela TV e rádio: ''''Por favor, pedimos aos ladrões que devolvam pelo menos a informação que está dentro do computador, onde está todo seu trabalho criativo.'''' Eles também indicaram que poderiam ''''entregar uma recompensa'''' se o material for devolvido ao diretor.Segundo eles, Coppola ''''está muito triste. A única coisa que pediu é recuperar seu computador, que é fundamental para ele e seu trabalho. Se for possível, que deixem uma cópia em algum bar e nos avisem de forma anônima.'''' Os ladrões entraram na casa do diretor sem saber quem era o dono. ''''Eles queriam dinheiro. Quando viram que não havia dinheiro, levaram os equipamentos'''', explicaram os assessores.Tetro é o novo filme de Coppola, que será produzido pela Zoetrope Argentina. Seu enredo trata das intensas rivalidades de uma família de imigrantes italianos que são artistas. O filme, que antes do roubo estava programado para iniciar a rodagem em fevereiro, será protagonizado pelo ator espanhol Javier Bardem e o americano Matt Dillon. Junto com eles estará presente uma atriz argentina, que ainda não foi escolhida.Ao longo do último ano e meio, Coppola tornou-se o novo residente de Buenos Aires. Com extremo low profile (ele não concede entrevistas), o diretor visita bares da cidade, além dos teatros portenhos. Fascinado com Buenos Aires desde os anos 90, o diretor americano Coppola instalou-se no bairro de Palermo Viejo, na Rua Gorriti 4.746, onde passa grande parte do ano. A casa também é seu escritório de trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.