Com Orfeu, óperas chegam ao cinema

Obra de Gluck será exibida amanhã, abrindo projeto de transmissões no Brasil do Metropolitan Opera de Nova York

João Luiz Sampaio, O Estadao de S.Paulo

14 de fevereiro de 2009 | 00h00

Uma montagem do Orfeu e Eurídice, de Gluck, inaugura amanhã em São Paulo o projeto de transmissões no cinema de óperas do Metropolitan Opera House de Nova York. Criada há dois anos, a princípio nos Estados Unidos e na Europa, a iniciativa tinha como objetivo ampliar o público do teatro com exibições no cinema de suas produções. A ideia é simples: você vai ao cinema e, em vez de um filme, assiste a uma ópera.A idealização do projeto coube ao diretor do teatro Peter Gelb, que assumiu o Metropolitan com os planos nada modestos de ampliar o público e modernizar a instituição (no Brasil, a iniciativa é do MovieMobz). Nos EUA e na Europa, as transmissões são feitas ao vivo; no Brasil, assim como na Austrália, as sessões ocorrem com alguns dias de atraso. Para este ano, além de Orfeu e Eurídice, estão previstas as exibições de Lucia de Lammermoor (com Anna Netrebko e Rolando Vilazón), Madame Butterfly (com a soprano chilena Cristina Gallardo-Domâs), La Sonnambula (estrelada por Natalie Dessay e Juan Diego Florez) e La Cenerentola (com Elina Garanca).Orfeu e Eurídice que será apresentado amanhã e terça, com legendas em português, traz a assinatura do diretor Mark Morris e do maestro James Levine. É um espetáculo visualmente muito bonito, com uma linguagem contemporânea que em nada briga com o mito do jovem amante que, ajudado pelo Amor, desce às profundezas em busca da amada morta. O grande destaque, no entanto, está nas vozes. O Orfeu de Stephanye Blythe navega com facilidade espantosa entre graves e agudos, é voz ágil, quente, envolvente; Daniele de Niese é Eurídice, belo timbre aliado a bom desempenho cênico. A filmagem é interessante, inclusive com câmeras nos bastidores que oferecem um olhar diferente ao público.Orfeu e Eurídice terá cinco sessões em São Paulo. Amanhã, será exibido às 17 horas no Espaço Unibanco de Cinema Pompeia, no Unibanco Arteplex e no Cine Bombril; na terça, às 19h30 no Bombril e às 20 horas no Arteplex. Em Santos, está programada uma sessão para amanhã, também às 17 horas, no Espaço Unibanco Miramar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.